Site do Detran interrompe serviços para adequar-se à Proteção de Dados

De acordo com a diretora do órgão, Sandra Mara Pereira, a medida irá aumentar o grau de segurança de dados pessoais e sensíveis, além de prevenir o vazamento de informações

Foto: Mauricio Vieira / Secom

- PUBLICIDADE -

Para possibilitar mudanças e adaptações necessárias à adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), o site do Detran/SC teve alguns serviços digitais suspensos a partir da segunda-feira, 2.  A situação começou a voltar à normalidade, gradativamente, nesta quarta-feira, 4. De acordo com a diretora do órgão, Sandra Mara Pereira, a medida irá aumentar o grau de segurança de dados pessoais e sensíveis, além de prevenir o vazamento de informações.

“A suspensão de alguns serviços foi necessária para nos adequarmos a LGPD. Esses serviços retornam aos poucos nesta quarta, mas com as alterações que a lei exige. Essas mudanças são saudáveis e irão proteger o indivíduo do uso indevido dos seus dados pessoais para outros fins”, explicou. Os serviços mais utilizados pelo cidadão retornarão nesta quarta-feira por meio da consulta pública ou acessadas no Portal Detran Digital SC, com login e senha. Para acessar alguns dados, que por causa do ajuste à lei estão anônimos, basta ir à unidade do Detran mais próxima.

- PUBLICIDADE -

Segundo o presidente da comissão instaurada no departamento para ajustes à LGPD, Thael Nogueira da Gama Rosa, o Detran/SC e o CIASC estão trabalhando para migrar todas as informações do site para o portal. Conforme disse, a migração dos dados relacionados a veículos para o Detran Digital já está bem avançada, e a de CNH também já conta com algumas funções. O objetivo é migrar todas essas informações e desenvolver novas funções, que possam facilitar a vida do cidadão.

Ele reforçou que essas mesmas funções não poderiam existir no site justamente por estarem vulneráveis, e o portal possibilita isso, por ser uma tecnologia que possui um grau de segurança maior. “É um processo que leva mais tempo que os dois dias que foram necessários para deixar as informações anônimas, mas o CIASC está comprometido com o Detran para que todas as informações sejam migradas o mais rapidamente possível”, afirmou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.