SC: PGE cria núcleo para acompanhar, orientar e controlar licitações

O grupo é responsável por elaborar estudos sobre a nova regra, distribuir material institucional sobre as adequações necessárias dentro do Governo, propor a adoção de medidas administrativas e legislativas sobre a atuação em contratações e revisar o regramento vigente

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Arquivo/ Secom
- PUBLICIDADE -

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC) criou um núcleo para estudar e orientar a administração pública catarinense para o cumprimento da nova Lei de Licitações (Lei Federal 14.133/2021), em vigor desde o dia 1º de abril. A Portaria 24/2021 vale a partir de quinta-feira, 22, com a publicação no Diário Oficial do Estado de Santa Catarina.

Chamado de Núcleo de Orientação Jurídica sobre Licitações e Contratos (Nojurlic), o grupo é responsável por elaborar estudos sobre a nova regra, distribuir material institucional sobre as adequações necessárias dentro do Governo do Estado, propor a adoção de medidas administrativas e legislativas sobre a atuação em contratações e revisar o regramento vigente, além de monitorar as ações no âmbito judicial. A Lei Federal prevê um período de dois anos para a transição entre o modelo atual e o previsto no novo texto.

- PUBLICIDADE -

Para o procurador-geral do Estado, Luiz Dagoberto Brião, a Portaria publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial de Santa Catarina é uma ideia de outrora que agora foi materializada.

“A instituição desse núcleo demonstra o compromisso da Procuradoria com a proteção dos interesses dos catarinenses, antecipando-se às mudanças decorrentes do novo regramento para garantir contratações corretas e a preservação do dinheiro público”, diz.

O Nojurlic é formado pelos procuradores do Estado André Filipe Sabetzki Boeing, Artur Leandro Veloso de Souza e Josevan Carmo da Cruz Junior. O grupo já realizou a primeira reunião de trabalho, quando foram definidas as diretrizes das próximas ações. Uma das propostas é elaborar uma minuta de decreto que servirá para orientar o trabalho de revisão das regras de contratação dentro do Estado.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.