SC ganha posições no ranking nacional de mortalidade por Covid

Estado ultrapassou Tocantins, Alagoas, Pará, Piauí e Rio Grande do Norte nos últimos 60 dias

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Com a alta de mortes causadas pela Covid-19 nas últimas semanas – foram pelo menos 1.160 nos últimos 30 dias -, Santa Catarina escalou posições no ranking nacional que mede a mortalidade da doença. O Estado chegou nesta quinta-feira (4) a 1.063,3 óbitos por milhão de habitantes: o número cresceu 47% desde o início de 2021.

Santa Catarina iniciou o ano com a 23ª maior taxa de mortalidade do país entre as 27 unidades federativas, à frente apenas de Minas Gerais, Bahia, Maranhão e Paraná. Com a aceleração dos óbitos, o Estado subiu para a 18ª colocação e ultrapassou Tocantins, Alagoas, Pará, Piauí e Rio Grande do Norte.

- PUBLICIDADE -

Ou seja, Santa Catarina saiu da quinta para a décima menor taxa do país em apenas 60 dias. Isso depois de passar 2020 inteiro entre os melhores índices do país.

A taxa de mortalidade mede os óbitos em relação ao total da população. Diferente da taxa de letalidade, que mede as mortes em relação aos que contraíram a doença. Neste quesito, o Estado segue em primeiro, apesar do percentual estar em crescimento. Hoje, a taxa de letalidade é de 1,11%, mas já foi de 1,06%, no início de 2021.

Dados mostram que Estado subiu posições na taxa de mortalidade. Foto: Reprodução. Fonte: SES

Via Rede Catarinense de Noticias 

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.