12.3 C
Criciúma, Brasil
sexta-feira, 18 de junho de 2021.
- PUBLICIDADE -
SC estuda a compra de vacinas direto do Butantan

SC estuda a compra de vacinas direto do Butantan

Governo já reservou R$ 300 milhões para a aquisição dos imunizantes

Fonte: Rede Catarinense de Notícias
- PUBLICIDADE -

O governador Carlos Moisés determinou o início de tratativas para a compra direta de vacinas contra a Covid-19 do Instituto Butantan, em São Paulo. A expectativa do governo catarinense é viabilizar a aquisição de doses suficientes para atender à necessidade do Estado.

Por ordem do governador, R$ 300 milhões estão reservados exclusivamente para a compra de vacinas assim que a transação se torne possível. Atualmente, a prerrogativa de aquisição das doses é do Governo Federal.

- PUBLICIDADE -

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, reafirmou o compromisso com Plano Nacional de Imunização (PNI):

“Santa Catarina segue alinhada ao Governo Federal na questão do Plano Nacional de Imunização e da necessidade da União em comprar insumos. Neste caso específico, como se trata de uma produção nacional e existe essa possibilidade de aquisição, manifestamos nosso interesse”, disse o secretário.

O secretário destacou ainda que a Superintendência de Vigilância Epidemiológica já está providenciando um estudo para essa aquisição da vacina.

“Já estamos realizando esse cálculo de quantitativo de doses para que possamos, assim, imunizar toda a população catarinense apta a receber a vacina a partir da aquisição”, afirmou.

Santa Catarina vem ampliando o ritmo de imunização da população. Na comparação dos últimos sete dias, o aumento foi de 75%. Já foram aplicadas cerca de 2,5 milhões de vacinas no Estado, entre primeira e segunda dose.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.