SC-445: Içara deve lançar em 15 dias edital para contratação de projeto

Equipes ajustam os últimos detalhes na semana que vem

Foto: Guilherme Cordeiro/ TN

- PUBLICIDADE -

O Governo Municipal de Içara lança nos próximos 15 dias o edital para contratação da empresa que irá elaborar o projeto de duplicação da SC 445. A equipe do município alinha com a equipe do Governo do Estado os últimos detalhes na semana que vem para a publicação do documento. O próximo passo para duplicação da Rodovia Paulino Búrigo só é possível depois da assinatura de um termo de cooperação entre o estado e a prefeitura de Içara, que foi assinado na noite de ontem, dia 26, em visita do governador Carlos Moisés à região.

A busca pela parceria com o governo estadual foi realizada no dia 5 de agosto pela prefeita, Dalvania Cardoso, pelo vice-prefeito, Jandir Sorato e pelo gestor de convênios, Israel Rabelo.“Até a primeira quinzena de setembro estaremos com o edital publicado. Queremos agilizar o processo licitatório para contratar essa empresa o mais rápido possível, o projeto precisa andar. A SC é um problema antigo e a duplicação será importante para desafogar o tráfego de toda a região. Nosso objetivo é que o projeto esteja pronto até o dia 31 de dezembro”, disse o gestor de convênios, Israel Rabelo.

- PUBLICIDADE -

O novo projeto de duplicação segue um modelo mais humanizado, diferente daquele que foi apresentado em 2014. “O antigo projeto dividia a cidade e foi rejeitado pela sociedade. Queremos um projeto que integre o comércio local com as pessoas que transitam pela via. Ele deve ser elaborado na mesma concepção da Avenida Centenário, com pista de caminhada, corredor de ônibus e abrigos, além de vegetação no centro e nas margens da rodovia”, revelou a prefeita de Içara, Dalvania Cardoso.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.