Santa Catarina ultrapassa marca de 16 mil óbitos por Covid-19

O número foi atingido após o acréscimo de mais 42 mortes pelo último boletim do governo do Estado

Foto: RCN/Arquivo
- PUBLICIDADE -

Santa Catarina ultrapassou nesta segunda-feira (14) a marca de 16 mil óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia. O número foi atingido após o acréscimo de mais 42 mortes pelo último boletim do governo do Estado. Agora, o total é de 16.006 óbitos acumulados provocados pela doença.

Pelos registros da Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram 20 dias desde o registro da marca de 15 mil mortes para chegar a 16 mil. Este é o maior intervalo já registrado desde março, quando a pandemia teve seu pior estágio. Naquela época, o intervalo chegou ao mínimo de sete dias. (Veja abaixo)

- PUBLICIDADE -

Com a variação de mortes, a taxa de letalidade chegou a 1,59%, terceira melhor do país, atrás de Amapá e Roraima. A média brasileira é de 2,8%. A mortalidade catarinense está em 222,8 por milhão de habitantes, a 13ª melhor marca do Brasil. A média nacional é de 231,9.

O Norte/Nordeste é a região com maior número de mortes pela doença (3.149) desde o início da pandemia. Na sequência estão Sul (2.721), Grande Florianópolis (2.428), Meio-Oeste e Serra (2.240), Vale do Itajaí (1.845), Grande Oeste (1.822), e Foz do Rio Itajaí (1.801).

Já entre os municípios, Joinville lidera (1.515), seguida de Florianópolis (995), Chapecó (635), Itajaí (632), Blumenau (547), São José (546), Criciúma (545) e Lages (461).

Das 16 mil mortes já registradas no Estado, 11,3 mil são de pessoas portadoras de comorbidades – principalmente doenças cardiovasculares crônicas, diabetes e obesidade -, e mais 4,7 mil de catarinenses sem comorbidades.

Via Rede Catarinense de Noticias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.