Rodovia Jacob Westrup: Obra deverá ser entregue neste ano

Mau tempo das últimas duas semanas não atrapalha o cronograma de pavimentação da rodovia Jacob Westrup, em Forquilhinha e Maracajá


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Forquilhinha/Maracajá

- PUBLICIDADE -

As últimas duas semanas foram de mau tempo e muita chuva no Sul de Santa Catarina. Desta forma, algumas obras importantes para a região acabaram sendo paralisadas, como é o caso da pavimentação da rodovia Jacob Westrup, entre Forquilhinha e Maracajá. Porém, como o cronograma das obras está bem adiantado, não haverá prejuízo na entrega, que está prevista ainda para este ano. “A gente termina a nossa parte da obra, com certeza. Essas duas semanas prejudicaram o andamento da obra, mas o cronograma estava bem adiantado. Então, para a entrega em nada muda”, confirma o prefeito de Forquilhinha, José Claudio Gonçalves, o Neguinho.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Ao todo a obra da rodovia que liga Maracajá e Forquilhinha tem uma extensão de 8,2 quilômetros, sendo 5,8 quilômetros em Forquilhinha e os outros 2,4 quilômetros em Maracajá. A obra total tem um custo de 13,4 milhões, sendo recursos do Governo do Estado, por meio de convênio da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), e contrapartida dos municípios. “Essas últimas duas semanas foram prejudiciais por questões das chuvas, que impossibilitaram, quase que totalmente, a extração de seixo do rio – o material que é usado na estrutura do pavimento. O cronograma, apesar desse contratempo, se mantém para entrega no mês de dezembro deste ano”, destaca o diretor de Obras de Maracajá, João Pedro Rizzotto.

Nos 2,4 quilômetros que pertencem ao município de Maracajá, a execução da obra está sendo feita pela empresa Visani Terraplanagem e Construções. O investimento para pavimentação do trecho será de R$ 4.042.958,86.

Obra esperada há anos pelos moradores

Rizzotto, juntamente com o prefeito de Maracajá, Anibal Brambila e o vice-prefeito, Volnei Rocha, estiveram no local verificando o andamento da obra, que deve ser concluída e entregue à população em dezembro. “A pavimentação da rodovia cria um corredor de escoamento agrícola e agroindustrial, impulsionando assim a economia, de Maracajá passando por Forquilhinha e Nova Veneza. Além disso, a pavimentação vai beneficiar os proprietários de terrenos localizados às margens da rodovia, valorizando suas propriedades”, detalha Brambila.

Há algumas semanas, o governador Carlos Moisés esteve no local conferindo o andamento das obras nos dois trechos. “Essa rodovia será uma importante ligação entre a BR-101 e a Serra Catarinense. Uma obra que está sendo realizada em parceria com os municípios, graças ao esforço do governador Moisés e do secretário de Infraestrutura, Thiago Vieira”, destaca o deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT), que acompanhou Moisés na visita.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.