Reforma da Igreja São Cristóvão será entregue no dia do padroeiro

Neste domingo, comunidade poderá voltar a frequentar, após dois anos e meio, a paróquia do bairro

Foto: Geórgia Gava/ TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Em alusão ao Dia de São Cristovão, celebrado neste próximo domingo, 25, a obra de revitalização da igreja que recebe o nome do padroeiro será inaugurada e entregue à comunidade. A reforma deveria ter sido concluída no ano passado, mas devido à pandemia, houve um atraso na construção e finalização da estrutura.

- PUBLICIDADE -

“Nós vamos entregar a obra no domingo, no Dia do Motorista. A igreja foi totalmente restaurada. O nosso problema foi que, quando nós iniciamos a reforma, veio a pandemia. Nós tínhamos um valor, mas ficamos sem recursos. E agora, no final, nós inventamos uma ação para angariar fundos. O comércio e a própria comunidade abraçaram o projeto para terminar a construção”, comenta o coordenador da Comissão de Assuntos Econômicos Paroquiais (Caep) do bairro São Cristovão, Euzébio Cardoso.

A reforma consistiu na troca do telhado, que apresentava risco à população que frequentava a igreja, melhorias na parte elétrica, ampliação do sistema de som, instalação de ar condicionado e pintura nas partes interna e externa. “Quando a começamos a obra, fizemos um projeto para o bairro São Cristóvão. Hoje, vai ficar uma obra para nossa cidade. É uma estrutura totalmente nova”, acrescenta Cardoso.

A obra estava avaliada em R$ 300 mil, mas com o aumento dos insumos e o atraso da obra, chegou a aproximadamente R$ 400 mil. “O nosso telhado estava caindo, aí nós tiramos essa estrutura, compramos uma madeira vinda do Norte. Mas ficou muito bacana. Tem muitas pessoas que batalharam para a igreja chegar onde chegou hoje”, enfatiza o coordenador do Caep.

Dificuldades para conclusão

Apesar de todo o empenho, com a paralisação dos eventos em geral em virtude do coronavírus, o Caep não pôde mais realizar ações que envolvessem público. “Uma grande parte do valor nós tínhamos em caixa, aí no final, pegamos uma parte da própria catedral e vamos devolver ao decorrer dos anos. Mas foram dois anos e meio buscando verba, patrocínios e de mãos atadas por conta da pandemia”, finaliza Cardoso.

Para Aclésio Nascimento, membro do Caep e da comissão de reforma da Paróquia, a obra é aguardada com ansiedade pela população. “Os moradores do bairro não veem a hora de ser entregue a igreja. As missas estão sendo feitas no salão de festas, então a comunidade está aguardando com o maior carinho”, comenta. “São Cristovão não é só do bairro, tem muitos devotos em toda a região, por ele ser produtor dos motoristas”, completa Jorge Evangelista Filho, que também faz parte da equipe.

Outra novidade é que no altar da Paróquia São Cristóvão haverá um relicário de Santa Rita de Cássia. “A cidade abraçou São Cristóvão e também a Santa Rita, que faz parte da igreja”, finaliza Filho.

No domingo, dia 25 de julho, haverá uma Santa Missa, a partir das 10h, na Paróquia São Cristóvão, com a presença do bispo Dom Jacinto Inácio Flach. Na ocasião, a igreja será consagrada.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.