Projeto garante melhorias inovadoras ao calçadão de Araranguá

Obras de revitalização devem ser iniciadas ainda neste ano e concluídas em até oito meses. Reforma contém ampliação da área, novo sistema de esgoto e arquitetura moderna

Foto: Guilherme Cordeiro/ TN
- PUBLICIDADE -

Araranguá

O projeto para revitalização do calçadão de Araranguá, um pleito antigo do município, está mais próximo de sair do papel. As melhorias contemplam uma reforma total na área, que possui, atualmente, 250 metros, e será ampliada para o dobro. Além disso, será construído um sistema de esgoto em todo trecho. A obra será viabilizada com recursos do Governo do Estado no valor de R$ 9,6 milhões e deve iniciar ainda neste ano, com previsão para ser concluída em até oito meses.

- PUBLICIDADE -

“O calçadão vai ser totalmente refeito. A gente não quer perder algumas características existentes, por exemplo, os desenhos que dão forma há mais de 30 anos ao nosso calçadão, nós queremos manter. A ideia é abrir boa parte da área para que seja feita a infraestrutura da elétrica toda submersa. Também vamos tirar todos os postes, manter apenas a iluminação pública, com as luminárias”, explica o secretário de Obras, Cristiano Coral.

Outra importante mudança é referente ao sistema de esgoto da área. “Ao redor do calçadão existe, porém, ali nunca foi deixado fazer. Os lojistas não queriam abrir, por causa do movimento e tal, então foi sendo postergado. Agora não, nós vamos fazer uma nova rede de água e de esgoto pluvial”, acrescenta Coral.

A parte arquitetônica também será modernizada, mas manterá traços antigos. “Três coberturas vão ser feitas dentro do calçadão, com aproximadamente 16 metros de largura e 25 metros de ponta a ponta e uma no meio. Também estamos propondo o alargamento das marquises, além do cuidado delas. Queremos que cada proprietário seja responsável pela sua. Hoje, elas estão sem tratamento adequado e manutenção”, enfatiza o secretário.

Ampliação prevista

Atualmente, o calçadão de Araranguá possui 250 metros de extensão. Com a reforma, o trecho será ampliado para o dobro. “Pretendemos fazer um alargamento da parte comercial da área até a rodoviária”, pontua Coral. “Além disso, vamos fazer o piso tátil, de acessibilidade”, acrescenta Coral.

O valor da obra deve ultrapassar R$ 10 milhões, com os R$ 9,6 milhões já garantidos pelo Governo do Estado, a contrapartida deve vir da Administração Municipal. A verba foi anunciada pelo governador Carlos Moisés da Silva, em visita ao município na semana passada. Em paralelo às obras do calçadão, a Praça Hercílio Luz também receberá uma revitalização.

“Vamos iniciar neste ano para garantir os recursos”, afirma Coral. “A intenção é começar pelo calçadão, mas iniciar também a praça. Praticamente, nós vamos trabalhar juntos”, completa o secretário de Obras.

Os moradores, que há décadas aguardam pela reforma, terão o calçadão reformado cerca de oito meses após o início das obras. “Vai representar um marco na história de Araranguá esta revitalização. Isso tudo vai dar uma nova cara ao comércio da cidade, afinal, trabalhamos com clientes de toda a região. Vamos fomentar a economia do município com novos consumidores. A gente acredita que isso vai trazer um grande valor aquisito para a nossa população”, finaliza Coral.

Mudanças positivas para o comércio

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Araranguá, Everaldo Apolinário João, as mudanças no calçadão, assim como as demais obras de revitalização no Centro do município, vão trazer muitos benefícios à população. “A cidade que já é referência do setor no Extremo Sul, vai ficar mais interessante, atrativa e sem dúvidas as melhorias irão elevar a autoestima do cidadão araranguaense”, comenta.

A reivindicação é antiga, por isso, os lojistas comemoram o anúncio da revitalização. “Há muito tempo esperávamos por essas providências. O calçadão tem muitos problemas estruturais e a notícia do início das obras, previstas já para o mês de outubro, animou acidade, em especial os comerciantes da área”, acrescenta o presidente da CDL.

Apesar das obras trazerem alguns transtornos ao ritmo normal do comércio, ainda sim, os lojistas esperam com ansiedade a pontapé inicial da reforma. ”Na reunião de apresentação do projeto, os técnicos informaram que será realizada por etapas, de forma a causar o menor transtorno possível. Devemos ter paciência. Não dá para fazer omelete sem quebrar os ovos. Ao final, seremos recompensados com o resultado e estamos preparados para contribuir com tudo que estiver ao nosso alcance para chegar ao bom termo sem muita dor de cabeça”, finaliza Apolinário.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.