Projeção da alta do gás natural cai em Santa Catarina

Insumo terá reajuste médio de 40% a partir de janeiro, índice inferior ao projetado

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A ARESC (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina) anunciou a atualização da tarifa de gás natural praticada aos consumidores catarinenses. A decisão determina os reajustes estimados em valores médios a partir de primeiro de janeiro. Os reajustes médios, para cada segmento, são:

– Industrial: 40,95%

- PUBLICIDADE -

– Comercial: 29,47%

– Residencial: 24,70%

– Veicular: a tarifa única praticada aos postos (sem impostos) que era de R$ 2,7830 passa para R$ 3,9484 por metro cúbico.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

A resolução n° 190/2021 da ARESC, que estabelece as novas tarifas está disponível aqui.

As tarifas de gás natural variam semestralmente em Santa Catarina e são atualizadas pela ARESC por meio da conta gráfica, ferramenta criada em 2016. O mecanismo acompanha as movimentações do custo do gás – valor pago pela SCGÁS ao supridor –, que varia de acordo com o as cotações do dólar e do petróleo do tipo Brent.

Além do reajuste do custo do gás e do transporte, a ARESC anunciou também, no último dia 13, a revisão tarifária que atualiza a margem de distribuição da Companhia, por meio da resolução nº 186/2021.

Na média, a nova margem passa de R$ 0,3346 por metro cúbico de gás para R$ 0,3826. A projeção de efeito médio desse movimento é de cerca de 2% nas tarifas.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.