Prefeituras da AMREC vão ratear despesas do serviço de transplante renal

As despesas são algo em torno de 30 mil por mês, que deve ser bancada por aproximadamente por um ano, até que o serviço se torne autossuficiente para que a região não perca a especialidade

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Os 12 municípios da Região Carbonífera vão ratear as despesas com o serviço de transplante rins, prestado pelo Hospital São José (HSJ). A aprovação já havia sido encaminhada durante a reunião de prefeito no dia 16, e hoje pela manhã foi aprovada na reunião da Comissão Regional de Saúde (CIR-Carbonifera), que reúne os secretários de saúde dos 12 municípios, mais o gerente regional de Saúde, representando do Estado de Santa Catarina.

As despesas são algo em torno de 30 mil por mês, que deve ser bancada por aproximadamente por um ano, até que o serviço se torne autossuficiente para que a região não perca a especialidade. “Devido a pandemia, o número de transplante está abaixo do ideal para se manter. Algo em torno de cinco por mês. Então as prefeituras vão bancar para garantir o equilíbrio financeiro e para mandar a especialidade na nossa região”, afirma o presidente da CIR-Carbonífera e secretário de Saúde de Orleans, Murilo Debiasi Ferrareis.
O presidente da AMREC e prefeito de Orleans, Jorge Koch, participou da reunião, assim como o prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Faveri. “Nossa preocupação é perder o serviço para outra região e evitar que o paciente necessite fazer a chamada ambulância terapia. São não for no hospital São José, o paciente teria de ser encaminhando para Blumenau”, afirma o presidente da AMREC.

- PUBLICIDADE -

O pagamento do rateio será via Consórcio Intermunicipal de Saúde AMREC (CISAMREC), e o valor do complemento será de forma per capita. Os valores vão ser um complemento ao valor do sus, e eles garantem o sobre aviso dos médicos nefrologistas e urologistas, necessário para o funcionamento da especialidade. Em 2020 a média de transplantes foram de dois por mês, enquanto o ideal seria cinco. Com exceção de Treviso, todos os municípios da AMREC têm pacientes em tratamento.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.