Prefeitura de Maracajá lança programa Remédio em Casa

Serão beneficiados os pacientes portadores de doenças crônicas como hipertensão arterial e diabetes, com mais de 65 anos ou acamados, e ainda pessoas com deficiências

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

 A Administração Municipal de Maracajá, por meio do Departamento Municipal de Saúde, lançou esta semana o Programa Remédio em Casa. A entrega nas primeiras residências aconteceu na terça-feira, 03, onde o prefeito Anibal Brambila, e a primeira-dama, Claudete Rocha Brambila – que é uma das idealizadoras do projeto, quando ocupou uma cadeira no legislativo Maracajaense, participaram da entrega.

O Programa Remédio em Casa é instituído por lei desde 2018 e somente na atual gestão foi de fato ‘tirado do papel’ e colocado em prática. “Havíamos assumido esse compromisso com a população e estávamos estruturando o Programa, e hoje nosso sonho é uma realidade no município. É gratificante poder contribuir com aqueles que realmente necessitam de auxílio, para nós a Saúde é prioridade”, disse a primeira-dama, Claudete.

- PUBLICIDADE -

Segundo a diretora de Saúde, Michele Constantino Gonçalves, serão beneficiados os pacientes residentes em Maracajá, portadores de doenças crônicas como hipertensão arterial e diabetes, estáveis e controladas clinicamente, com mais de 65 anos ou acamados, e ainda pessoas com deficiências. “Todos vão receber em casa, sem nenhum custo, seus medicamentos, evitando filas, e tendo assegurada assistência programada pela equipe de saúde e acompanhamento médico”, explica.

O Programa Remédio em Casa é mais um compromisso que o prefeito Brambila está cumprindo. “Nosso objetivo é garantir mais conforto aos pacientes, que vão receber os medicamentos em casa, sem dificuldades. É um projeto prático e um avanço na saúde do nosso município. São através de programas como estes, que vamos conseguir levar uma saúde mais humanizada e de qualidade para aqueles que mais precisam”, ressaltou o prefeito Brambila.

Atendimentos

Para atender as cerca de 100 pessoas beneficiadas com o Programa Remédio em Casa, o Departamento de Saúde dividiu as localidades em sete microáreas. “Nesta primeira semana atendemos oito pacientes da microárea I. Todos receberão a visita da farmacêutica responsável e do agente de saúde da região onde o paciente reside”, detalha Michele. Ela explica ainda que os medicamentos são disponibilizados para dois meses.

Aprovado

Dona Tereza da Rocha Pereira, de 82 anos, do bairro Cedro, foi a primeira moradora a receber sua caixinha de medicamentos em casa. O sorriso ao receber o prefeito Anibal Brambila, primeira-dama, Claudete Brambila, diretora de Saúde, Michele Gonçalves, farmacêutica e o agente de saúde, já demonstrava a alegria e a aprovação do Programa. “Só tenho a agradecer a Administração por ter feito esse projeto, pois eu tinha muita dificuldade de ir buscar no Cemasas, agora vou receber em casa todos os medicamentos. Isso é muito bom”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.