Palestra reúne cerca de 70 mulheres dos clubes de mães de Maracajá

A palestra realizada por Sibeli Borba, aconteceu no novo espaço administrado pela Associação, anexo ao Parque Ecológico Municipal

Foto: Divulgação/ Carla Costa

- PUBLICIDADE -

A Associação Clube de Mães Cantinho da Amizade, em parceria com o Departamento de Assistência e Bem-Estar Social e Governo do Município de Maracajá, promoveram na tarde de segunda-feira, dia 16, uma palestra para as mulheres que integram os 10 Clubes de Mães do município.

A palestra realizada pela palestrante, treinadora de líderes e equipes, Sibeli Borba, aconteceu no novo espaço administrado pela Associação, anexo ao Parque Ecológico Municipal Prefeito Thomaz Pedro Rocha.

- PUBLICIDADE -

A ideia de promover uma tarde dedicada às mulheres que participam do Projeto Inclusão Produtiva – Clube de Mães – partiu da primeira-dama, Claudete Rocha Brambila e da presidente da Associação Clube de Mães Cantinho da Amizade, Claudir Terezinha da Silva Felisberto. Segundo Claudete, o objetivo da palestra foi integrar as participantes, elevar a autoestima delas e ainda proporcionar momentos de distração, algo que está bem difícil devido à pandemia. “Já retomamos com os encontros dos Clubes de Mães nas comunidades, porém mesmo vacinadas muitas ainda não retornaram, e aquelas que voltaram ainda estão receosas e nosso papel é reverter essa situação, buscando a integração delas nas atividades, contribuindo com a qualidade de vida de cada uma delas”, disse Claudete Brambila.

Palestra

Aproximadamente 70 mulheres participaram da palestra, que teve como tema: “Mulheres em rede: pertencimento, existência e legado”.

Sibeli Borba explica que o objetivo da palestra é refletir sobre a importância de as mulheres construírem uma vida pautada em escolhas conscientes, de ocuparem seus espaços na sociedade e se engajarem em movimentos que auxiliem na valorização e no fortalecimento do trabalho associativo no município, por meio dos inúmeros Clubes de Mães.  “A palestra contou com a interação das participantes, que compartilharam suas percepções e experiências”, relatou a palestrante.

Sibeli presenteou as mulheres com um livro de sua autoria:  Maracajá em foco: reflexões acerca das experiências de educação patrimonial do centro histórico cultural ‘Avetti Paladini Zilli’ – Museu municipal do trabalho em Maracajá, SC. “Este livro que foi fruto de minha dissertação de mestrado e que foi premiado por dois editais públicos, um nacional e outro estadual”, comentou.

Inclusão Produtiva

O projeto conta 175 inscritas, porém a participação ainda é pequena devido à pandemia. Conforme a diretora de Bem-Estar Social, Suélen Zandonadi, os encontros dos 10 grupos de mães acontecem uma vez na semana de segunda a quarta-feira. “Nestes dias, nós visitamos todos os locais, onde repassamos as atividades que serão desenvolvidas naquele dia. Elas ganham todo material e disponibilizamos uma monitora para repassar as orientações e técnicas”, detalhou a diretora.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.