Obras no cemitério do bairro Brasília geram insatisfação

Moradores relatam que foram informados de que a construção é uma ampliação da estrutura, em contrapartida, empresa diz que é apenas uma melhoria no estaciomento

Foto: Andreza Pacheco/ Divulgação
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Obras em frente ao cemitério do bairro Brasília, em Criciúma, têm gerado insatisfação dos moradores da Rua Manaus, onde fica localizada a estrutura. Conforme informações que receberam, os residentes da região relatam que a intervenção é destinada a uma ampliação da unidade, que não tem capacidade para atender a atual demanda. Mas, a notícia não agradou. Empresa administradora afirma que é apenas uma melhoria no estacionamento.

- PUBLICIDADE -

“Na vizinhança aqui, ninguém está contente com essa obra. Os trabalhadores que estão ali dizem que é para trazer os jazidos (destinado ao sepultamento) para frente. Isso aí não vai dar certo, porque como está já é ruim, nossas casas já estão cheias de mitingas, imagina se vir para mais perto, não vamos poder suportar”, relata a moradora há mais de 30 anos da localidade, Otília Silveira Claudino.

A principal reclamação é de que o cemitério ficará muito próximo das residências. Dona Otília afirma que as atuais condições já estão desagradáveis para os moradores e que essa ampliação, para a área em frente à estrutura, vai ser ainda pior. “Mas por que eles não puxam o cemitério lá para trás? Onde é uma região com espaço enorme e o eucalipto pode ser cortado? Esse cemitério já está ficando pequeno, não suporta mais a demanda, eles que coloquem em outro lugar, tanto terreno que a prefeitura tem”, acrescenta a moradora.

De acordo com o responsável pela administradora dos cemitérios de Criciúma, Emerson Locatelli, a obra que está em construção é apenas uma melhoria do estacionamento. “Nós estamos atendendo o edital e os termos que assinamos com a prefeitura”, pontua. Quanto à ampliação, o profissional afirma que não há nenhum projeto confirmado a longo prazo. “Isso não está no cronograma e também não é necessário, a demanda não condiz a isso“, finaliza.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.