Novos radares devem funcionar ainda neste ano na BR-101 Sul

Empresa CCR Via Costeira, responsável pela administração do trecho, já implanta equipamentos ao longo da extensão. Previsão é que até dezembro inicie a operação

Foto: Guilherme Cordeiro/ TN

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Frentes de trabalho que atuam na BR-101 Sul podem ser vistas pelos condutores que trafegam ao longo da rodovia, sobretudo nesses últimos dias. A movimentação atípica é referente à implantação de equipamentos pela CCR Via Costeira, responsável pela administração do trecho, que deve dar espaço a novos radares de fiscalização. A previsão da empresa é que até dezembro a instalação seja concluída e o serviço passe a ser efetuado.

- PUBLICIDADE -

De acordo com policial Adriano Fiamoncini, chefe de Comunicação da Polícia Militar Rodoviária (PRF), o controle de velocidade no trecho da BR-101 Sul está previsto no contrato da concessionária CCR Via Costeira com o Governo Federal. “Esse mesmo serviço já acontece na extensão norte da rodovia, com a concessionária Arteris Autopista”, pontua.

Os radares fixos na BR-101 estão fora de funcionamento desde 2019. À época, o Ministério da Infraestrutura suspendeu a instalação dos equipamentos em estradas administradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que não são concedidas, após determinação do presidente Jair Bolsonaro.

Com a concessão da BR-101 Sul desde agosto de 2020, a empresa CCR Via Costeira possui um cronograma de instalação a ser cumprido já previsto no contrato com o Governo Federal. Além dos radares, também serão implantadas câmeras para controle do tráfego. A velocidade permitida é de 110km/h para veículos leves e 90km/h para pesados.

Após a conclusão da instalação dos equipamentos e, antes de iniciar a aplicação das multas no trecho, os radares passarão por teste e aferição do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.