Novo fase da vacinação em SC inicia hoje e contempla 218,2 mil pessoas

A maioria são de profissionais de educação do ensino básico e superior, professores e auxiliares

Foto: Cristiano Anjudar/PMF/Divulgação
- PUBLICIDADE -

A nova fase de vacinação contra a Covid-19 que inicia nesta quarta-feira (26) contempla pouco mais de 218,2 mil pessoas, segundo dados do Plano Estadual de Vacinação da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A maioria – 176 mil pessoas – são de profissionais de educação do ensino básico e superior, professores e auxiliares. Veja abaixo o quantitativo estimado para cada grupo.

Pelo acordo, a partir desta quarta, os municípios podem vacinar professores e auxiliares da educação especial (4,8 mil pessoas), professores de educação infantil (35,9 mil pessoas) , população de rua (1,3 mil pessoas), presos acima de 60 anos, e presos com doenças crônicas (sem estimativa).

- PUBLICIDADE -

Além disso, a vacinação segue para pessoas com comorbidades e deficiência permanente. Esse grupo é estimado em 878 mil pessoas, mas apenas 205 mil receberam a primeira dose, de acordo com a SES.

O que está autorizado a partir desta quarta: 

1 – O início da vacinação dos trabalhadores de educação pública e privada, considerado ordem:

Grupo 1: Professores e auxiliares que atuam nas instituições de educação especial;

Grupo 2: Professores, 2º professores e auxiliares e afins que atuam em sala de aula das creches com crianças de 0 a 3 anos, de acordo com os critérios de faixa etária, da maior para a menor, de acordo com a quantidade de doses disponíveis no município;

Os demais grupos de trabalhadores da educação serão incorporados, de forma gradual e escalonada, a partir do recebimento de novas doses.

2 – A continuidade da vacinação das forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema de privação de liberdade de forma gradual e escalonada, com a ampliação para uma cota mínima de 2,4 mil doses a cada lote de vacinas enviado pelo Ministério da Saúde;

3 – Início da vacinação das pessoas em situação de rua 18 a 59 anos, de forma escalonada e gradual, de acordo com a quantidade de doses disponíveis em cada município;

4 – Início da vacinação da população privada de liberdade, sendo priorizados aqueles com idade acima de 60 anos e os portadores de comorbidades e de deficiência permanente grave;

5 – Continuidade da imunização das pessoas com comorbidades e deficiência permanente.

Nova fase de vacinação

Profissionais de educação do ensino básico e superior – 176 mil pessoas

Pessoas privadas de liberdade – 23,4 mil pessoas

Forças de segurança e salvamento – 13,3 mil pessoas

Funcionários do sistema prisional – 4,2 mil pessoas

População em situação de rua – 1,3 mil pessoas

Total – 218,2 mil pessoas

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.