Nacional: mãe flagra agressão e babá é presa por maus-tratos contra bebê

Imagens mostram babá sufocando criança de 5 meses. Caso aconteceu no Cruzeiro, no Distrito Federal

PMDF/DIVULGAÇÃO

- PUBLICIDADE -

Uma babá de 18 anos foi presa pelo crime de maus-tratos contra um bebê de 5 meses. A prisão aconteceu por volta das 14h de segunda-feira (22) no Cruzeiro, no Distrito Federal. A mãe da criança denunciou a cuidadora após flagrar a babá sufocando o menino com uma manta. A filmagem foi entregue à polícia.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Segundo a mãe da criança, era o segundo dia de trabalho da cuidadora. Ela estava no quarto monitorando os dois por meio das câmeras do apartamento quando flagrou a agressão e escutou o bebê chorando. A mulher foi até a sala e questionou a funcionária, que negou qualquer agressão ao menino.

Nervosa, a mãe se trancou com a criança no quarto, pediu que a babá saísse da casa e acionou a Polícia Militar.

Após análise das imagens, os policiais foram até a casa da babá, no Cruzeiro Velho, e a conduziram à delegacia. Aos policiais, a jovem negou a agressão e disse que apenas limpou o golfo do bebê.

Ela foi autuada em flagrante por maus-tratos. Como se trata de um crime de pequeno potencial ofensivo, foi solta em seguida.

Maus-tratos contra bebê

Em outubro, outro caso de maus-tratos acabou com a morte de Amariah Noleto, de 6 meses, em uma creche irregular em Planaltina.

O pai da criança, Valdemir Noleto, só recebeu a notícia da morte da filha quando visitou a escolinha para buscar a criança, por volta das 17h.

À época, uma das responsáveis pela instituição afirmou que a bebê tinha engasgado. Porém, médicos do Hospital Regional de Planaltina descartaram essa opção e relataram que Amariah chegou morta ao hospital.

*Via R7

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.