Morro da Fumaça faz atualização geográfica para combate ao Aedes Aegypti

Trabalho de combate ao mosquito é realizado de forma constante pela Vigilância Sanitária do município

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

O combate ao mosquito Aedes Aegypti é constante em Morro da Fumaça. E agora a Vigilância Sanitária do município faz o reconhecimento geográfico para ampliar a quantidade de armadilhas.

A agente de endemias, Regina Cardoso Formentin, salienta que a ação é importante porque a cidade cresce e o número destas armadilhas e, devido a isso, o número de armadilhas precisa ser ampliado. “Atualmente temos 56 armadilhas e 15 pontos estratégicos que são vistoriados constantemente, depois todo o levantamento é enviado à Gerência Regional de Saúde”, destaca.

- PUBLICIDADE -

As armadilhas e pontos estratégicos estão distribuídos em locais como borracharias, floriculturas, cemitérios, entre outros. Denúncias de água parada, propícia para o mosquito, basta entrar em contato pelo telefone: 3434-2442.

Doenças como dengue, zika e chikungunya são transmitidas pela fêmea do mosquito Aedes aegypti. Com menos de um centímetro de comprimento, o mosquito tem listras brancas no corpo e nas patas, sendo essa a principal diferença em relação aos pernilongos comuns. Circula durante todo o dia, mas costuma ser mais ativo nos horários com temperaturas mais amenas, como das 7h às 10h e das 16h às 19h.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.