Máscara pode seguir obrigatória nas escolas mesmo após a pandemia

Medida seria válida apenas para alunos, professores e funcionários que tiverem sintomas gripais

Foto: Ricardo Wolffenbuttel /Secom
- PUBLICIDADE -

Tramita na Assembleia Legislativa de SC (Alesc) um Projeto de Lei (PL) que obriga o uso de máscaras faciais para alunos, professores e funcionários da rede pública de ensino do Estado que estiverem com sintomas gripais. A lei não serviria apenas contra a Covid-19, mas busca criar uma cultura de proteção contra todas as doenças transmitidas por vias aéreas, algo que já é comum em países do Oriente.

O PL, de autoria do presidente da Casa, Mauro de Nadal (MDB), prevê o uso da proteção sobre a boca e nariz e que as próprias escolas disponibilizarão os equipamentos. O texto isenta o uso para crianças e adolescentes portadores de autismo, deficiência intelectual, deficiências sensoriais, entre outras. O objetivo é garantir que a escola permaneça um local seguro mesmo após o fim da pandemia.

- PUBLICIDADE -

“Durante a pandemia observou-se a redução no número de casos de crianças com quadros leves de viroses respiratórias. Provavelmente essa diminuição está relacionada ao isolamento social, ao uso de máscara e à higienização das mãos”, escreveu o parlamentar no projeto.

Via Rede Catarinense de Noticias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.