Maracajá adquire esteira para Centro de Triagem

Foto: Divulgação PMM
- PUBLICIDADE -

O município de Maracajá conta há 5 anos com um local específico para separação e destinação de todo lixo produzido na cidade. O Centro de Triagem e Valorização de Resíduos Sólidos Acendino José Capela, localizado no bairro Espigão Grande, conta com estrutura de 700m2, e maquinários como prensa, elevador de fardo, carregadeira compacta, balança mecânica e esteiras.

Recentemente a Administração por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo, adquiriu uma nova esteira, utilizada na separação do lixo. Segundo o secretário, Geraldo Leandro, os valores investidos foram de cerca de R$ 15 mil. “Com o aval do prefeito, aos poucos vamos investindo nas melhorias do espaço, essa esteira vem para agilizar e melhorar o trabalho dos 10 funcionários que atuam no Centro de Triagem”, disse.

- PUBLICIDADE -

O prefeito Anibal Brambila, acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Geraldo Leandro, e do diretor de Indústria e Comércio, Valmir Pedro, estiveram no início da semana conferindo o funcionamento da esteira e do trabalho realizado no local. “Maracajá está à frente dos demais municípios da região, realizando a separação do lixo, gerando emprego e contribuindo com o Meio Ambiente. Além disso, conseguimos transformar o lixo em dinheiro, já que todo material reciclável é colocado em leilão e o valor revertido em benefícios de Maracajá”, comenta Brambila.

Funcionamento

Diariamente o caminhão passa pelos bairros, faz o recolhimento do lixo e leva até o Centro de Triagem, onde é descarregado. “O material passa pela esteira, onde os funcionários separam o lixo e o que fica é apenas o rejeito, que sobe a esteira e vai direto para um contêiner, que depois segue para o aterro sanitário em Içara”, explica Geraldo.

Diariamente são coletadas cerca de sete toneladas brutas de resíduos na cidade.

Leilão

Com o material bom, como papel, papelão, plásticos variados, metais e vidro, a Administração realiza um leilão público, e os valores arrecadados são investidos no próprio espaço. ” O material triado já está estocado aguardando a realização do leilão, que ainda não tem data definida para acontecer, mas acreditamos que ocorra ainda neste semestre”, falou Geraldo. Ele salienta que num primeiro momento, o valor arrecadado será utilizado na construção de uma espaço para estocar os fardos já separados. “Além disso, também estamos planejando adquirir mais um caminhão para a coleta, mais esteiras, e um novo funil de descarga”, informou.

Conscientização

A Administração lembra da importância da população fazer a separação correta do lixo domiciliar, garantindo uma cidade limpa e sustentável. “Quando o lixo é separado em reciclável, rejeito e orgânico facilita muito na hora de separar e de dar a destinação correta. Mas, muitos ainda misturam comida com o lixo seco, o que gera contaminação, e o que poderia ser reciclado, acaba virando rejeito. Por isso, é sempre bom lembrarmos para que cada uma faça sua parte”, enfatiza Geraldo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.