Internacional: terremoto gera pânico no leste da Indonésia

Sismo não causou mortes, mas autoridades pedem cautela devido ao registro de tremores secundários

Foto: Reprodução/Google

- PUBLICIDADE -

Um terremoto de magnitude 7,3 atingiu o leste da Indonésia nesta terça-feira (14), causando pânico entre os moradores, mas sem deixar vítimas, ou danos materiais significativos, de acordo as primeiras estimativas das autoridades.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O sismo foi registado às 3h20 GMT (0h20 em Brasília) e teve seu epicentro ao norte da ilha das Flores, a 100 km da cidade de Maumere, com profundidade de 18,5 km, relatou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

“Estava no campo. As pessoas, em pânico, começaram a correr. Ainda estou assustado”, disse Nuraini, morador da Ilha Adonara, no leste de Flores.

Nenhuma morte nem dano significativo foram relatados nas áreas afetadas pelo terremoto, mas as autoridades pediram cautela, uma vez que vários tremores secundários foram registrados na sequência.

Uma pessoa ficou ferida em Manggarai (nas ilhas menores de Sonda, ao leste), e uma escola foi danificada na Ilha Selayar, relatou o porta-voz da agência de gestão de desastres, Abdul Muhari.

Imagens procedentes da região afetada mostravam indonésios fugindo de suas casas, alguns com filhos pequenos. Também se via congestionamentos de motocicletas e de carros que iam para áreas mais altas.

“Estava olhando meu celular quando aconteceu o tremor. Senti por 30 segundos. Foi forte”, afirmou Alwan, morador de Buton, no sudeste da ilha de Sulawesi.

Círculo de fogo

Em Maumere, uma cidade de cerca de 80 mil habitantes na ilha de Flores, o terremoto interrompeu uma campanha de vacinação.

“As pessoas recebiam a vacina, quando o terremoto aconteceu. Em pânico, começaram a correr”, descreveu um morador da cidade, Yulius Tara. “Eram mais de 200 pessoas (…) e a vacinação foi interrompida por causa do terremoto”, acrescentou.

A Indonésia experimenta terremotos e erupções vulcânicas frequentes, devido à sua localização no “Anel de Fogo” do Pacífico, um arco de intensa atividade telúrica que se estende do Japão ao Sudeste Asiático.

Em 2004, a Indonésia sofreu um terremoto devastador de magnitude 9,1 na costa de Sumatra. A intensidade do fenômeno desencadeou um tsunami que matou 220 mil pessoas na região, incluindo 170 mil na Indonésia.

Em 2018, outro forte terremoto sacudiu a ilha de Lombok, seguido por vários outros terremotos nas duas semanas seguintes que deixaram mais de 550 mortos.

No mesmo ano, um terremoto de magnitude 7,5 e o subsequente tsunami na Ilha de Sulawesi deixaram mais de 4.300 mortos, ou desaparecidos.

*Via R7

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.