Içara: lajotas danificadas e falta de reparos causam reclamações

De acordo com o supervisor de Obras, município está desde setembro do ano passado sem melhorias nas vias por conta de um impasse na licitação

Foto: Divulgação/TN
- PUBLICIDADE -

Os moradores do bairro Jardim Silvana, em Içara, estão reclamando da falta de reparos nas lajotas. Buracos, trajetos danificados e até mato invadindo a pista são as principais causas do descontentamento. A rua Rio Linha é uma das mais prejudicadas. “Fazem meses que não recebe assistência. Agora, se algum terreno ficar com muito mato, a fiscalização da Prefeitura já bate e notifica, mandando o pessoal cortar”, contesta o morador Itaboraí Melo.

A Prefeitura de Içara já está ciente do problema. De acordo Márcio Toretti, supervisor de Obras, a pasta está desde setembro do ano passado sem poder contar com a empresa vencedora da licitação para realizar as restaurações nas ruas do município.

- PUBLICIDADE -

“Desde então estamos sem manutenção na parte de lajotas. Houve problema na licitação envolvendo uma empresa contra a outra. A primeira foi desclassificada. Eu chamei a segunda, mas a quarta entrou com um recurso. O juiz resolveu cancelar todo o processo”, explica Toretti.

À medida que as demandas por melhorias nas estradas içarenses aumentam, e sem ter uma definição a respeito de um novo processo licitatório, a Secretaria de Obras contratou trabalhadores autônomos para realizarem os serviços nos locais mais agravados. “É difícil você passar por uma rua pavimentada que não tenha um buraco. Contratamos dois calceteiros e aos poucos começamos a fazer os reparos. O volume é muito grande”, comenta o supervisor.

A expectativa é que em até 50 dias a nova empresa vencedora seja conhecida. “Estamos dando atenção primeiro aos casos mais essenciais. Haviam pessoas que nem conseguiam colocar o carro na garagem. Já reparamos mais de 30 ruas nesses últimos dois meses”, afirma. “Com calma, vamos resolver todos os problemas com lajotas e pavimentação”, encerra.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.