Içara bate recorde e vacina 700 pessoas em um dia no mesmo local

População aprovou a vacinação no pavilhão da FAI e destacou organização, agilidade, atendimento e localização

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A vacinação contra a Covid-19 por ordem de chegada no pavilhão da FAI, localizada na Praça de Juventude Fernando Pacheco, foi aprovada pela população. Aspectos como agilidade, organização, atendimento e localização foram pontos destacados por algumas pessoas que receberam a vacina nesta terça-feira, dia 10. Ao todo, foram aplicadas 700 doses batendo um recorde no número de doses aplicadas em único dia no mesmo local desde que iniciou a vacinação no município.

“Achei muito organizado, com ambiente amplo e atendimento muito bom”, comentou o morador do Centro Cristiano Medeiros. “Muito bom. É uma localização mais justa pois é o centro da cidade e conseguem atender mais pessoas aqui. Também aprovei o horário, pois como se estende até às 20 horas torna viável para todos os cidadãos”, acrescentou o morador do Raichaski André Mussini. Vale lembrar que ao município cabe apenas o trabalho de receber as doses e aplicá-las na população, mas a quantidade que vem é uma prerrogativa dos governos estadual e federal.

- PUBLICIDADE -

“Ontem (Terça-feira) o resultado foi muito positivo. Excelente organização, agilidade na imunização e facilidade de acesso em função da localização centralizada. Salientamos também a motivação das equipes em imunizar rapidamente os cidadãos”, comentou o secretário de saúde Sandro Ressler. O município irá manter ações específicas em localidades mais distantes e que tenham maior dificuldade de deslocamento como Esplanada e comunidades vizinhas, conforme cronograma a ser divulgado pelo Governo Municipal em suas plataformas oficiais e em meios de comunicação. “Precisamos atender a população com mais conforto e rapidez. Essa nova estratégia vai permitir à Secretaria de Saúde alcançar suas metas de vacinação com mais segurança”, comentou a prefeita Dalvania Cardoso.

“Como já vacinamos as pessoas das idades mais altas que tinham maior dificuldade de deslocamento e que eram no início da pandemia o público mais vulnerável, mudamos agora o procedimento, acabando com o agendamento pelas agentes nas unidades e concentrando em menos locais”, explicou o secretário de saúde Sandro Ressler. “As doses nunca foram e nunca serão suficientes enquanto estivermos recebendo esse quantitativo do Governo do Estado. Portanto, as pessoas devem ir rápido quando chegarem as suas idades pois, sem poder atender a todos, vamos vacinar quem chegar primeiro e enquanto houver doses disponíveis”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.