Governo de SC libera consultas e exames e afrouxa regras para cirurgias

O texto prevê que o acesso e realização das consultas e exames deve acontecer em espaço isolado do atendimento de pacientes Covid

Fonte: Rede Catarinense de Notícias
- PUBLICIDADE -

O governo de Santa Catarina publicou nesta quarta-feira (14) uma nova portaria para regrar a realização de consultas, exames e cirurgias eletivas no Estado. O texto substitui o antigo, assinado pelo ex-secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e que perderia validade nesta quinta-feira (15).

A portaria, assinada pela nova titular, Carmen Zanotto, libera a realização de consultas e exames eletivos em todas as unidades de saúde, públicas e privadas. Estes procedimentos estavam proibidos nas unidades próprias do Estado até então. O texto prevê que o acesso e realização das consultas e exames deve acontecer em espaço isolado do atendimento de pacientes Covid.

- PUBLICIDADE -

Com isso, as unidades realizarão o chamamento dos pacientes com procedimentos previamente autorizadas pela Central Estadual de Regulação Ambulatorial, porém suspensas devido à pandemia. A medida já vale a partir desta quinta.

Cirurgias

Em relação às cirurgias eletivas, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) estendeu a proibição até 30 de abril somente para aquelas consideradas de alta e média complexidade e que demandam anestesia geral ou o uso de medicamentos do chamado ‘kit intubação’. As cirurgias eletivas que não demandem esses medicamentos estão autorizadas. A medida é aplicada a todos os hospitais, públicos e privados.

A suspensão é aplicável a todas unidades que dispõem de leitos de internação de UTI, intermediários ou clínicos. As cirurgias eletivas de urgência e emergência e os procedimentos tempo-sensíveis – aqueles em que a vida do paciente pode estar em risco – seguem permitidos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.