Fundave e Felinos do Aguaí realizam 2ª etapa da campanha de castração

A castração gratuita visa evitar o aumento das populações de animais domésticos no entorno de áreas protegidas, reduzir a predação e transmissão de doenças aos animais silvestres

Divulgação

- PUBLICIDADE -

A segunda etapa da campanha de castração “Animais domésticos, silvestres e seres humanos. Vamos melhorar este relacionamento”, inicia neste mês, em Nova Veneza. A partir do dia 20, às famílias do entorno da Reserva Biológica do Aguaí, e que estiverem cadastradas, serão chamadas para efetuarem o agendamento para realizar o procedimento, de forma gratuita. A iniciativa é uma parceria entre o Instituto Felinos do Aguaí, Fundação do Meio Ambiente de Nova Veneza (Fundave), Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Hospital Veterinário UNIBAVE e Reserva São Francisco.

A campanha integra uma das ações do Plano Nacional de Conservação para Pequenos Felinos Ameaçados de Extinção. O principal objetivo da ação é evitar o aumento da população de animais domésticos no entorno de áreas protegidas, reduzir a predação e transmissão de doenças aos animais silvestres.

- PUBLICIDADE -

As equipes do Aguaí e da Fundação realizaram o levantamento dos moradores próximos a Reserva, que possuem animais em casa e que desejavam participar do mutirão. “Estivemos visitando as casas daquela região do Aguaí para orientar e levantar quantas pessoas tinham interesse em realizar a castração”, explica o presidente da Fundave, Juliano Dal Molin.

Deste levantamento, foram cadastrados mais de 100 animais que vão passar pelo procedimento. “Os tutores vão nos trazer os animais e vamos levá-los até a sede da Unibave, em Orleans, para serem castrados. Por uma questão de organização, serão realizados 18 procedimentos por dia”, ressalta o presidente.

As comunidades que compreendem o entorno da Reserva do Aguaí são Rio Cedro Alto, São Bento Alto, São Francisco e Vila Maria.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.