Frio intenso traz risco à população que vive na rua

Em Criciúma, Assistência Social promove ações em prol dessas pessoas. Iniciativa consiste em entrega de cobertores, agasalhos e abrigo temporário, na Casa de Passagem

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Criciúma

O aviso meteorológico já alerta: frio intenso e queda expressiva das temperaturas no Sul do Estado. As autoridades e órgãos públicos se preocupam com a situação das pessoas em vulnerabilidade social que vivem nas ruas, já que as máximas, em Santa Catarina, não devem ultrapassar 15 graus durante os próximos dias. Em Criciúma, a Assistência Social realiza uma força-tarefa, que busca entregar agasalhos e cobertores aos que necessitam, além de oferecer um abrigo momentâneo, na Casa de Passagem.

- PUBLICIDADE -

“Com a chegada da massa de ar frio, e agora com o início do inverno, nós iremos intensificar as nossas ações de abordagem nas ruas, na verdade, essas ações já são feitas quase diariamente. Com o frio, nós vamos aumentar os cobertores entregues e vamos fazer hoje [ontem] uma ação de abordagem às pessoas que estão em situação de rua”, explica o secretário de Assistência Social de Criciúma, Bruno Ferreira.

Na Casa de Passagem, a população em situação de rua é acolhida temporariamente. A capacidade máxima no local de hospedagem momentânea é de 30 pessoas, sendo que 21 vagas estão ocupadas. “Nós conseguimos aumentar a ocupação da Casa de Passagem. Temos parcerias com algumas comunidades terapêuticas da cidade, que conseguem acolher até 25 pessoas. Portanto, nas ações, conseguiremos acolher aproximadamente 30 cidadãos”, acrescenta o secretário.

Ações intensificadas

De acordo com a coordenadora Proteção Social Especial de Criciúma, Dudi Sônego Spillere, as ações serão intensificadas durante esta semana. “A gente vem fazendo com certa frequência. Hoje vamos fazer mais uma, com entrega de cobertores a quem precisa e encaminhamento à Casa de Passagem para quem necessitar e quiser ir. Lembrando sempre que temos que respeitar a vontade do cidadão de querer aderir ao serviço ou não”, enfatiza.

A ida à Casa de Passagem é uma escolha do cidadão e deve ser respeitada. “Esses acompanhamentos são facultativos, fica a critério deles. Aqueles que quiserem ir para a Casa de Passagem ou para alguma comunidade terapêutica do município para pessoas que têm problemas com entorpecentes. Também vamos entregar cobertas e agasalhos. É uma ação que vai ocorrer durante toda essa semana e todo o período de frio na cidade de Criciúma”, finaliza o secretário de Assistência Social.

Do Pinheirinho à Próspera, em Criciúma, profissionais da Assistência Social, em conjunto com outras entidades, trabalham em prol da população de rua. “Durante o dia a gente também faz abordagens, não só à noite. Hoje [ontem], recebemos uma denúncia de um cidadão tremendo de frio perto da Admol [apenas referência], nós o colocamos no carro, levamos ao Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro Pop, ele pôde tomar um banho, fazer um lanche e dar uma revigorada”, enfatiza Dudi.

Chance de neve continua nesta terça-feira

De acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram), da Epagri, o frio intenso com condições de neve se estendem nesta terça-feira, especialmente no Planalto Sul e Meio-Oeste de Santa Catarina. No decorrer da madrugada e amanhecer, o frio seco favorece a formação de geada nas áreas altas do Estado, sobretudo do Oeste.

Na Região Carbonífera (Amrec), as mínimas devem permanecer entorno de 4 graus e, as máximas, próximo aos 16 graus. Nesta terça-feira, o dia será de sol, com possibilidade de geada ao amanhecer e nuvens durante à tarde. O mesmo clima deve se estender para quarta e quinta-feira.

Serra Catarinense registra neve e chuva congelada

Pelo menos três cidades de Santa Catarina registaram neve até às 11h de ontem: São Joaquim, Urupema e Água Doce. A Epagri/Ciram também registrou chuva congelada em Bom Jardim da Serra, Urupema, Urubici, Lages e Abelardo Luz.

Hoje, em Santa Catarina, haverá avanço de massa de ar polar que traz frio intenso e tempo seco. O amanhecer de terça-feira deve ser gelado, com chance de geada, mas o sol volta a aparecer em todo o Estado, com frio mais seco, que segue intenso até pelo menos quarta-feira.

Foto: Mycchel Legnaghi

Corpo de Bombeiros alerta para cuidados em dias frios

Com a previsão de queda nas temperaturas, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) alerta para os cuidados que devem ser tomados neste período. Neste período, é preciso se agasalhar e manter a hidratação consumindo água, chás, além de alimentos que auxiliem no aquecimento do corpo.

Segundo dados da Diretoria de Segurança Contra Incêndio, o Corpo de Bombeiros registrou mais de 90 ocorrências com fogões a lenha e lareiras: 2019 – 39; 2020 – 37 e 2021 – 16. Já com aquecedores e cobertores elétricos foram mais de 210: 2019 – 97; 2020 – 88; 2021 – 33. Os dados analisados são 2019 e 2020 e aconteceram entre 01/01 e 31/12 e os de 2021 entre 01/01 e 28/06.

Principais recomendações para a chegada do frio intenso: 

  • Intensificar o cuidado com doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) e tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos;
  • Procurar abrigo para os animais domésticos nas noites de frio intenso;
  • Atenção à população vulnerável, em situação de rua, enfermos, idosos e crianças;
  • Agricultores devem adotar medidas preventivas para proteger as culturas, bem como os animais. Entre as produções mais prejudicadas com o frio intenso está a da banana e a pastagem;
  • Motoristas devem estar atentos, principalmente em áreas serranas, devido ao risco de gelo na pista. A orientação das autoridades é revisar o veículo antes de viajar, manter uma distância segura e dirigir com cuidado;
  • Em caso de emergências, contate a coordenadoria municipal da Defesa Civil, através do número 199 ou o Corpo de Bombeiros, pelo 193.
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.