Forquilhinha reforça divulgação dos direitos de pessoas com fibromialgia

Cartazes com informações da Lei Municipal nº 2422/19 foram fixados nos estabelecimentos

Foto: Divulgação/ Filipe Casagrande

- PUBLICIDADE -

O município de Forquilhinha ampliou a divulgação sobre os direitos das pessoas diagnosticadas com fibromialgia. Cartazes com informações da Lei Municipal nº 2422/19, que assegura os mesmos direitos dos idosos, gestantes e pessoas com deficiência, foram fixados nos estabelecimentos que possuem atendimento ao público.

A iniciativa agradou a Divanilda Cunha da Silva, que diariamente enfrenta as limitações da fibromialgia, uma doença reumatológica que afeta a musculatura causando dor. “Tive dificuldades de conseguir atendimento preferencial em um estabelecimento, mesmo apresentando a carteirinha fornecida pela Secretaria de Saúde que comprova a síndrome existente”, relata.

- PUBLICIDADE -

O presidente da Câmara de Vereadores ressalta a importância da ação que enaltece o direito existente por meio da Lei Municipal. “A fibromialgia não tem cura, mas as dificuldades podem ser amenizadas com mais conhecimento, atenção e a colaboração da comunidade”, declara Célio Elias (PT). Mais de 40 pessoas diagnosticadas com fibromialgia já receberam a carteirinha que confere o atendimento preferencial em Forquilhinha.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.