Famcri realiza ação de cadastro para castração e vacinação contra raiva

Ação vai acontecer no bairro Imperatriz das 8h às 12h e será destinada para moradores do local

Foto: Arquivo/Decom

- PUBLICIDADE -

A Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri) promove na próxima segunda-feira (15), das 8h às 12h, uma ação de castração e vacinação antirrábica em gatos e cachorros na rua Everson Ramos Jesuíno, do bairro Imperatriz. A intenção do órgão é iniciar os procedimentos de imunização e prevenção dos animais dessa localidade e em breve também realizar em outros pontos da cidade.

“Estamos dando continuidade aos trabalhos da Famcri para garantir o bem-estar dos animais e consequentemente proteger a população de doenças e garantir uma melhor qualidade de vida. Pretendemos futuramente também realizar ações similares em outros bairros de Criciúma”, afirmou o presidente da Fundação, Robson Francisco Izidro.

- PUBLICIDADE -

O objetivo do órgão, nessa primeira ação, é de aplicar 50 doses de vacinas antirrábica, disponibilizadas pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em cachorros e gatos da comunidade local e de duas protetoras de animais. Na oportunidade, o Núcleo do Bem-Estar Animal (NBEA) também vai fornecer vermífugos e outros medicamentos e iniciar o cadastramento para a castração de animais em situação de rua no bairro e pertencentes a famílias em vulnerabilidade social.

Castração

Aqueles que desejam castrar seus animais precisam entrar em contato pelo (48) 3445-8729, agendar um horário e no dia da consulta levar o animal até o NBEA, que fica localizado na rua Miguel Patrício de Souza, bairro Bosque do Repouso. O horário de atendimento é das 7h às 11h30 e das 13h às 16h.

Via Município de Criciúma/ Richard Vieira 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.