Falta de vacinas atrasa cronograma de imunização na Região Carbonífera

Nenhum município da Amrec concluiu o objetivo de aplicar a primeira dose em toda a população adulta. Secretarias aguardam envio através do Ministério da Saúde

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Apesar de o cronograma estadual prever a imunização contra Covid-19, pelo menos da primeira dose, em toda a população adulta de Santa Catarina até o fim de agosto, essa não foi a realidade nos municípios da Região Carbonífera (Amrec). O atraso do envio das vacinas por parte do Ministério da Saúde fez com que a meta não fosse atingida no Estado. Por outro lado, Nova Veneza, Urussanga e Içara optaram por dar início à vacinação dos adolescentes, em paralelo aos demais grupos prioritários.

- PUBLICIDADE -

Conforme os dados mais recentes do Vacinômetro, nenhum município da Amrec concluiu o esquema de vacinação na população adulta. “O que eu sei, preliminarmente, avaliando pela nossa realidade, é que ainda faltam doses para a repescagem. Têm algumas pessoas que não se vacinaram e, no momento, muitos municípios não possuem doses, como é o nosso caso [Orleans]. Estamos dependendo do envio das vacinas. Nós já abrimos para população com mais de 18 anos, mas algumas pessoas ainda não conseguiram, estamos no aguardo da D1”, explica o coordenador do colegiado de Saúde da Amrec, Murilo Debiasi Ferrareis.

De acordo com a Secretaria do Estado da Saúde (SES), para Santa Catarina, o Ministério da Saúde enviou, até o ontem, 8.251.880 doses para aplicação da primeira e segunda dose. A quantidade ainda não foi suficiente para vacinar 100% da população adulta catarinense com a primeira dose. Neste momento, o vacinômetro estadual aponta que 85% desse grupo foi vacinado com a primeira dose.

Entretanto, o superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, destaca que a SES previa a aplicação da primeira dose da vacina na população adulta com 18 anos ou mais até o dia 31 de agosto, porém foi estabelecido, junto aos municípios, que a meta era imunizar, no mínimo, 75% da população-alvo.

“Não podemos dizer que não conseguimos cumprir o que foi pactuado entre estados e municípios. Apesar de dependermos do envio de novas doses por parte do Ministério da Saúde, já vacinamos 85% da população adulta com a primeira dose. Sem contar as doses que já foram aplicadas e ainda não foram registradas no sistema. Portanto, a meta foi superada pelos municípios e consideramos que a pactuação do Calendário foi cumprida, pois todos os municípios já ofereceram doses para a população adulta”, explica o superintendente.

O Estado precisa receber, conforme um levantamento da Secretaria do Estado da Saúde, 675.299 doses da vacina contra a Covid-19 para contemplar 100% da população acima de 18 anos com a primeira dose do imunizante. “Sabemos que ainda existe um contingente populacional que resta ser vacinado, mas para isso necessitamos que o Ministério encaminhe mais doses para completarmos a vacinação desse grupo”, enfatiza o Macário.

Conforme o coordenador do colegiado da Amrec, novas doses devem ser recebidas nos próximos dias. “Alguns municípios têm as doses e estão buscando as pessoas para repescagem, outros acabaram os imunizantes e não completaram o plano de vacinação adulta. Isso depende de cada cidade, porque a distribuição é variável, algumas receberam mais, outras menos, devido aos grupos prioritários que estão uns superestimados”, finaliza.

Três cidades iniciam imunização dos adolescentes

Três municípios da Amrec iniciam hoje, a vacinação contra Covid-19 em adolescentes. Nova Veneza, Içara e Urussanga abrirão às Unidades Básicas de Saúde para atender este público-alvo, em paralelo às demais idades.

Em Urussanga, a imunização dos adolescentes com 17 anos inicia às 9h. Lá, a vacinação ocorre de forma escalonada, (maior para a menor idade), considerando o quantitativo de doses distribuídas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Já em Nova Veneza, a aplicação dos imunizantes inicia a partir das 8h nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Caravaggio, Bortolotto, Bortoluzzi, São Bento Baixo e São Francisco. Os agendamentos serão realizados pelas agentes comunitárias.

A vacina aplicada neste grupo será, exclusivamente, a Pizer – única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os adolescentes, bem como a população adulta que ainda não recebeu a dose do imunizante, devem apresentar RG, CPF e comprovante de residência.

O município de Içara, por sua vez, inicia a vacinação nesta quarta-feira nos adolescentes de 16 e 17 anos e os com idades entre 12 e 17, que possuem comorbidades, mediante apresentação de atestado médico.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.