Equipe Spark conquista primeiro lugar em Festival SESI de Robótica

Carro dos alunos do SESI SENAI foi o mais rápido na prova contra o relógio; terceiro lugar da disputa ficou com os estudantes da equipe Fenikso, também de Criciúma; competição segue até sábado

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Os alunos da Escola S de Criciúma, estão participando ao longo desta semana do Festival SESI de Robótica, organizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI). A competição nacional vale vaga para o Mundial e a instituição de Criciúma conta com três equipes participando do torneio.

Na manhã desta quarta-feira, dia 17, a escuderia Spark, da Escola SESI SENAI de Criciúma garantiu o primeiro lugar da Corrida Contra o Relógio. O carro da equipe percorreu a pista em apenas 1,092 segundos e foi o mais rápido da etapa nacional da F1 in Schools.

- PUBLICIDADE -

Com pouca diferença de velocidade, os carros das equipes SwordFish, do SESI Anísio Teixeira, em Vitória da Conquista (BA); e Fenikso, do SESI SENAI de Criciúma (SC), alcançaram 1,145 s e 1,149 s, respectivamente, garantindo o segundo e terceiro lugar da disputa. Com isso, Criciúma garantiu dois lugares no pódio da disputa nacional. Também participa do torneio a equipe Alpha. Ao todo, são 11 alunos do ensino médio da Escola S de Criciúma envolvidos.

“Os carros das nossas equipes foram enviados há 15 dias para a organização do evento e hoje tivemos as corridas de tomada de tempo. Para nossa alegria e satisfação tivemos ótimas colocações dos nossos times. Foram 31 equipes participantes de todo o Brasil. A Alpha ficou em 13º lugar, a equipe Fenikso em terceiro e a Spark garantiu o primeiro lugar. Isso demonstra todo o envolvimento com relação aos estudos e o planejamento ao longo dos meses de preparação para esta etapa nacional. Trazer uma premiação para Criciúma e Santa Catarina é um ganho enorme e fico muito contente enquanto professor de ter mais este título e este destaque em mais uma competição nacional”, garante o professor e técnico da equipe, Cleber José Marinho Júnior.

Por causa da Covid-19, as corridas aconteceram de forma remota em Brasília. As escuderias enviaram os carros para o disparo automático na pista de 20 metros. Impulsionados por um cilindro de CO2, os protótipos podem chegar a 80km/h.

“Estamos orgulhosos e muito felizes, bem como vibramos com esse resultado! Estes estudantes estão trazendo para a região importantes títulos na área do STEAM e inspirando adolescentes e jovens da nossa escola e de outras escolas da nossa região.  Essas conquistas são frutos de muito trabalho e dedicação das equipes que são compostas por estudantes do nosso ensino médio e que desenvolvem essas atividades no período extracurricular”, enaltece a supervisora educacional do SESI SENAI, Gabrieli Borges Ugioni Felipe.

Mais disputas no sábado

As equipes da F1 in Schools ainda passarão por avaliações online neste sábado, 19 de junho. Além da apresentação verbal, serão avaliados os Portfólios de Gestão de Projeto e Negócios e os Portfólios de Engenharia preparados pelas escuderias.

Entre os dias 21 e 22 de junho, haverá o cálculo dos pontos da etapa nacional da competição que serão divulgados na cerimônia de encerramento e premiação do Festival SESI de Robótica, dia 26 de junho, às 10h.

Diferencial no design dos carros

Nessa parte da competição, o design do carro é essencial para determinar o melhor desempenho. As equipes são responsáveis por projetar, modelar e testar os protótipos e a atenção aos detalhes de aerodinâmica são cruciais para a velocidade e estabilidade do carro na arrancada. É aqui que os jovens botam em prática os conhecimentos em ciências, tecnologia, engenharia e matemática.

Entretanto, não é só a velocidade que conta! As equipes, formadas de 3 a 6 integrantes, devem desenvolver um plano de negócios para a escuderia, planejar ações de marketing e mídias sociais, e desenvolver um projeto social.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.