Educação e cultura de Maracajá realizam capacitação sobre Autismo

O evento contou com a participação de cerca de 120 profissionais da Educação, sendo eles municipais e estaduais

Foto: Divulgação/ Carla Costa

- PUBLICIDADE -

O Departamento de Educação e Cultura do Município de Maracajá, com apoio da Administração, realizou na última sexta-feira, dia 27/08, no Centro de Eventos Jerivás, anexo ao Parque Ecológico, o 1º Encontro de Capacitação voltado para Educação Inclusiva na Rede Municipal de Ensino. O evento contou com a participação de cerca de 120 profissionais da Educação, sendo eles municipais e estaduais.

O prefeito de Maracajá, Aníbal Brambila, abriu o evento dando boas-vindas aos participantes e falou do trabalho que a Administração vem realizando na educação inclusiva. “A inclusão de alunos especiais está acontecendo na nossa Administração, onde já disponibilizamos professores e estagiários capacitados. Inclusive no início da última semana recebemos no gabinete alguns pais, que foram agradecer e elogiar o trabalho que está sendo oferecido aos seus filhos”, comentou.

- PUBLICIDADE -

O prefeito salientou ainda que o objetivo da Administração é no próximo ano, melhorar ainda mais o atendimento às crianças e adolescentes que necessitam de auxílio.

O diretor de Educação e Cultura, Daniel de Souza, conhecido por Chicão, enfatizou que a capacitação de professores é elemento fundamental para melhorar ainda mais o Ensino na Rede Municipal de Educação. “Atualmente temos 24 alunos matriculados e estudando no ensino regular, e precisamos estar preparados para receber qualquer pessoa, não importando suas limitações, sejam intelectuais ou físicas. Nosso objetivo é inserir de forma natural estes alunos e oferecer qualidade de ensino”, relatou.

 Homenagem

 A colaboradora do Departamento de Assistência e Bem-Estar Social, Camila Machado, recebeu uma Menção Honrosa em reconhecimento pela contribuição de suas ações, seu exemplo de luta e perseverança na sua trajetória de conquistas e superações. A jovem de 23 anos nasceu com atrofia na medula espinhal tipo II. Ela contou sua história e enfatizou que a inclusão nas escolas é fundamental para o desenvolvimento dos alunos. Atualmente ela está cursando psicologia.

Música

O aluno da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Jadson de Souza, cantou duas paródias alusivas à Campanha Agosto Laranja. Mês dedicado à conscientização e prevenção das deficiências.

Mãe e Professora

A professora e mãe de aluno especial, Natalia Waterkemper, deu um relato emocionante, onde contou que matriculou seu filho que tem Tetrassomia parcial do cromossomo 18 em uma escola particular, e que minutos após deixar o filho na escola, ligaram para ir buscá-lo. “Eles me disseram que lá não era lugar para o meu filho. Fiquei sem reação, apenas peguei meu filho e o levei para casa, onde desabei, chorei por horas. Mas, não me dei por vencida, procurei a Escola Municipal 12 de Maio, onde ele foi aceito e está evoluindo muito bem. Só tenho gratidão a todos da escola que o acolheram com muito carinho”, relatou.

Palestra

A capacitação foi realizada pelo médico Jaime Lin, mestre em neurologia, pesquisador e autor do livro ‘Talento e Aptidões’. Ele abordou o tema Transtorno do Espectro Autista (TEA). O objetivo da capacitação foi discutir aspectos importantes na atenção das pessoas com TEA, no que se refere ao diagnóstico, avaliação, estratégias de intervenção, bem como inclusão educacional e social.

O TEA é um transtorno do neurodesenvolvimento que ocorre precocemente, com a alteração em processos importantes no desenvolvimento social, cognitivo e da comunicação. Pessoas com TEA apresentam déficits na comunicação e interação social, com pouca flexibilidade para mudanças de rotina, além de dificuldades para compartilhar emoções e integrar as diferentes percepções sensoriais.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.