Diácono Tiago é ordenado padre em Criciúma

Ordenação foi a sétima do ano realizada pela Diocese

Foto: Divulgação/ Diocese de Criciúma

- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Paróquia São Paulo Apóstolo, em Criciúma, acolheu na tarde deste sábado, 4 de setembro, a missa com o rito de ordenação presbiteral do até então diácono Tiago Marcelino Comin, de 31 anos. O mais novo padre diocesano recebeu o sacramento diante de seus pais, Sergio Luiz Comin e Maria Rosinete Marcelino, familiares, padres, religiosas, leigos e leigas, pela imposição das mãos do bispo Dom Jacinto Inacio Flach.
“A ordenação de um filho para o serviço de Cristo é certamente uma das maiores festas que podemos celebrar dentro da nossa Igreja. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a sua vida, e amor é a participação de Deus em nossa vida”, disse o bispo em sua homilia. O epíscopo destacou ainda o tríplice múnus ao qual os padres são ordenados: ensinar, santificar e apascentar o rebanho. “Ao ser ordenado ao presbitério o padre recebe oficialmente três missões importantes para a sua vida. Ensinar na palavra de Deus e testemunho, santificar por meio dos sacramentos e apascentar o seu rebanho que lhe for confiado”, acrescentou.
Dar a vida pelos amigos
Com o lema de ordenação “Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos”, extraído do Evangelho de João, a Palavra de Deus evidencia que o amor exige sacrifício de si mesmo e entrega. Jesus convida o verdadeiro discípulo a entregar a própria vida em suas mãos. “Tudo o que fizermos com fé e amor chega ao coração de Deus. Tenho certeza que serás muito feliz, desejo que aonde fores e estiveres, sinta-se um filho amado e querido de Deus escolhido para servir com amor”, disse Dom Jacinto ao futuro presbítero.
O rito da ordenação
O Diácono Tiago foi apresentado pelo pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, de Maracajá, padre José Aires de Souza Pereira. Seguindo o rito, após a homilia, o diácono fez o diálogo de compromisso e se prostrou diante do altar, durante a ladainha de todos os santos. O candidato foi ordenado presbítero com a imposição das mãos do bispo sobre sua cabeça e a oração consecratória. Em seguida, foi revestido com os paramentos sacerdotais. Padre Tiago teve as mãos ungidas com o óleo do Crisma e enlaçadas pelo Bispo; as mesmas foram desenroladas por sua mãe, que recebeu, ao lado do esposo, a primeira bênção do novo sacerdote. Em seguida, padre Tiago recebeu o cálice e a patena.
Gratidão aos amigos em Cristo
Ao final da missa, o novo padre proferiu sua mensagem de agradecimento. “A momentos da nossa vida que vamos levar para a eternidade e esse momento quero levar comigo para todo o sempre”, disse o novo padre diocesano, estendendo seu agradecimento aos familiares, padres, religiosas, paróquias e pastorais em que esteve ao longo de sua caminhada como seminarista e diácono.
“Numerosas foram as ocasiões que sonhei com este momento, depois de oito anos e meio de formação, preparação e caminhada, chegou a hora de realizá-lo. Primeiro lembro que um padre não se forma e nem se faz a si mesmo, o sim dado a vocação sacerdotal nunca é solitário”, destacou padre Tiago, lembrando da sua trajetória e de todos aqueles que o ajudaram. A sua primeira missa será realizada neste domingo, às 10h, na Igreja Matriz São Paulo Apóstolo, no bairro Michel, em Criciúma.
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.