Criciúma unifica setores e cria o Centro de Planejamento Urbano

O objetivo é dar celeridade aos serviços e trazer mais conforto à comunidade

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Em busca de desburocratizar e facilitar o atendimento da população, o Governo Municipal de Criciúma integrou as Divisões de Planejamento Físico e Territorial (DPFT), de Parcelamento de Solo (DPS), de Fiscalização Urbana (DFU) e de Planejamento Urbano (DPU) e as transformou no Centro de Planejamento Urbano. Agora, todos os serviços oferecidos pelos setores, como liberação e fiscalização de construções, podem ser encontrados em um único local.

“Muitas vezes as pessoas ficavam na fila aguardando por atendimento na DPFT, por exemplo, e quando chegavam na recepção descobriam que deveriam buscar atendimento em outra divisão. Então, tinham que esperar mais um tempo em outra fila. Isso gerava muitos transtornos. Mas com a mudança isso não vai mais acontecer, porque o usuário vai conseguir fazer tudo no Centro de Planejamento Urbano”, explicou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Potelecki.

- PUBLICIDADE -

O novo espaço já está funcionando no prédio da prefeitura, onde antes ficavam as extintas divisões. “Em breve, vamos iniciar as reformas. Já estamos com o projeto arquitetônico em mãos. Queremos trocar mobília e deixar o local bem adequado para melhor atender a população. Estamos com grandes expectativas para esse projeto que foi abraçado e apoiados por muitos, inclusive pelo prefeito Clésio Salvaro”, comentou gerente da diretoria, Edson Silva.

Mudança

A ideia de integrar os setores surgiu a partir de um pedido do segmento de construção civil da cidade. “Foi uma das solicitações deles durante nossas reuniões e conversas para construção do Plano de Desenvolvimento Econômico de Criciúma (Pedem)”, lembrou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.