Criciúma sede espaço ao lado do Ginásio Municipal para circo

A permanência no local foi concedida pela Secretaria de Assistência Social e Habitação

Foto: Divulgação/Decom
- PUBLICIDADE -

A última vez em que o Circo Rakmer ergueu suas tendas foi na cidade de Criciúma. Desde a chegada do grupo no município em dezembro do ano passado, os artistas tiveram que lidar com diversas dificuldades ocasionadas pela pandemia de Covid-19. Apoiado pela Secretaria de Assistência Social, o Circo Rakmer, que está em um terreno particular na grande Próspera, passará a ocupar o pátio ao lado do Ginásio Municipal de Esportes Irmão Walmir Antônio Orsi, a partir da próxima terça-feira (30). O lugar será usado para abrigar os trailers dos artistas e as carretas que carregam a estrutura do circo. “É uma forma de darmos apoio neste momento difícil. Não podemos cruzar os braços e deixar estas pessoas desamparadas, são seres humanos e merecem todo nosso auxílio”, destacou o secretário de Assistência Social e Habitação, Bruno Ferreira.

O circo funcionou durante dois meses com um número reduzido de público devido o limite de 25% de ocupação em eventos. Até então, conseguia se manter, mas depois foi necessário parar os espetáculos devido ao pouco público durante a semana e os decretos restritivos de finais de semana. “Tive que vender pertences para conseguir arcar com as nossas despesas até aqui”, afirma o proprietário Jeferson Rakmer, que se sente grato pela ajuda que está recebendo. “A população nos forneceu alimentos, inclusive, estamos ajudando mais cinco circos que também estão nesta situação na região, agora que não precisamos pagar aluguel, só temos a agradecer”, declara.

- PUBLICIDADE -

O proprietário pretende realizar alguns espetáculos gratuitos na região. “Depois que tudo isso melhorar, quero fazer apresentações para pessoas em vulnerabilidade social da cidade, como forma de retribuir todo o apoio da população e da prefeitura”, diz. Todo circo tem 40 adultos e 10 crianças. São 50 pessoas de diferentes estados que integram o grupo, que possui contorcionistas, trapezistas, acrobatas, malabaristas, palhaços e equipes de administração, manutenção e montagem.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.