Criciúma: Santa Luzia já tem área definida para abrigar espaço de lazer

Investimento de R$ 1,45 milhão do Governo Municipal para desapropriação de quase 14 mil metros quadrados, foi aprovado por unanimidade pelo Legislativo

Foto: Divulgação/Decom
- PUBLICIDADE -

O título de Cidade dos Parques não é oficial, mas as ações para levar lazer e mais saúde à população, por meio de espaços públicos específicos para este fim, destacam Criciúma no cenário regional e estadual. Depois da Próspera, com o Parque das Nações Cincinato Naspolini; Rio Maina, com o Parque dos Imigrantes; região central, com o Parque Municipal Prefeito Altair Guidi e os arredores do Morro Cechinel, que irão receber o Parque Municipal do Mirante, agora é a vez dos moradores da grande Santa Luzia receberem um parque municipal.

O investimento de R$ 1,45 milhão para desapropriação de três terrenos, que irão juntar-se a um espaço que já pertence ao Município, foi aprovado por unanimidade pelo Legislativo. “Os vereadores, assim como toda a população sabem que investir em lazer é investir em saúde. Queremos que todos tenham acesso a estes espaços e possam unir diversão com esporte, passeios com reunião de famílias e tantas outras atividades que podem ser feitas em um local bonito e seguro”, destacou o prefeito Clésio Salvaro.

- PUBLICIDADE -

Localizado na Avenida Universitária, ao lado da igreja católica, o terreno já compreende um campo de futebol, que deverá ser mantido e também a Praça João Constante Milioli, que está sendo revitalizada e será anexada ao novo parque. O projeto do Parque de Santa Luzia está em andamento, sendo executado pela equipe da Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, e a expectativa é de que esteja pronto para licitação no segundo semestre. A previsão é de que a implantação inicie ainda este ano e, em princípio, a meta é concluir a obra em mais ou menos 12 meses.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.