Criciúma registra aumento expressivo de aparecimento de escorpiões

Dados da Dive/SC e CCZ contabilizam acidentes e coletas realizadas

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

O aumento expressivo de acidentes com escorpiões preocupa a população e os órgãos responsáveis. Dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) mostram que somente em 2020, nove acidentes por escorpião foram registrados na região Carbonífera. No primeiro semestre de 2021, 15 animais já foram coletados, de acordo com o Centro de Controle de Zoonoses de Criciúma. Após informar a Vigilância Sanitária, alguns cuidados devem ser tomados.

O presidente da Associação dos Controladores de Pragas (ACPRAG/SC), Claudenir Machado, alerta que ao ser tocado o escorpião ataca para como instinto de defesa. “É importante nunca tocar no animal e também manter o ambiente controlado em relação às baratas, principal alimento dos escorpiões”, explica. Por isso a importância de evitar ambientes úmidos e escuros, tapar frestas de portas e janelas e vedar ralos.

- PUBLICIDADE -

Aplicar inseticidas ou produtos para controle de pragas também não é recomendado, por desalojar os aracnídeos. Com aproximadamente sete centímetros, o animal possui hábitos noturnos e se reproduz por autofecundação. “O ideal em uma situação de risco é procurar uma empresa especializada e certificada que saiba executar o trabalho da forma mais segura possível. A picada de um escorpião é muito perigosa e caso aconteça a vítima deve procurar o hospital imediatamente”, completa.

ACPRAG

A Associação de Controladores de Pragas de Santa Catarina (ACPRAG/SC) atua desde 2001 na representação dos interesses das empresas atuantes no setor em todo território estadual, com ações voltadas à profissionalização e desenvolvimento da atividade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.