Criciúma reforça Telecovid para informar e orientar a população

O serviço está disponível 12 horas por dia na primeira opção do telefone 156 para sanar dúvidas e, principalmente passar orientações médicas aos moradores com sintomas da Covid-19

Foto: Simone Costa
- PUBLICIDADE -

O setor de Vigilância da Secretaria de Saúde de Criciúma, reforça a prestação de serviços do Telecovid por meio do telefone 156. O atendimento é feito por uma equipe de profissionais, especializada e preparada para sanar dúvidas e, principalmente orientar a população sobre os procedimentos que devem ser adotados caso tenha sintomas da Covid-19. O serviço é prestado das 7h às 19 horas e para obter as informações o morador deve escolher a opção 1.

“Informações como formas de contaminação do vírus, medidas de isolamento e restrições, recomendações para prevenção e tratamento, horário e local para atendimento são alguns exemplos do que é ofertado pelo serviço”, afirmou o gerente de Vigilância em Saúde de Criciúma, Samuel Bucco, acrescentando que “o atendimento pelo telefone também ajuda a evitar o deslocamento dos pacientes e contribui para a diminuição do contágio”. O número 156 faz parte da Ouvidoria Geral da prefeitura e foi adotado para o serviço como uma forma de facilitar o contato da população.

- PUBLICIDADE -

“Estamos muito preocupados com o novo aumento no número de casos positivados em todo o Estado e nossa cidade não é diferente. Para que não haja colapso no sistema de saúde, é importante que cada um faça a sua parte. Todos sabemos as medidas sanitárias que devem ser adotadas, basta termos a responsabilidade de pelo menos evitar a disseminação ainda maior da doença”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

Via Município de Criciúma/ Simone Costa 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.