Criciúma lança Portal Minha Vacina para cadastramento da população

Todos os criciumenses devem realizar o cadastro no site. A plataforma será usada para planejar as próximas etapas de vacinação contra Covid-19 na cidade

Foto: Simone Costa/ Decom

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Planejar e criar estratégias são os objetivos do Portal Minha Vacina de Criciúma. A plataforma visa cadastrar todos os criciumenses para traçar as próximas etapas de vacinação contra a Covid-19 no município. O lançamento oficial ocorreu por meio de uma live nas redes sociais na tarde desta sexta-feira (29), com a presença do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o vice-prefeito, Ricardo Fabris, o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, o gerente de Vigilância em Saúde, Samuel Bucco, o diretor da Tecnologia da Informação (DTI), Tiago Pavan, e o vereador do município, Nícola Martins.

- PUBLICIDADE -

O acesso será por meio do link minhavacina.criciuma.sc.gov.br. Conforme o prefeito, o canal é necessário para organizar a próxima fase de vacinação, que abrange um público-alvo maior. A estimativa é que na segunda fase de imunização, idosos acima de 60 anos, englobe aproximadamente 20 mil pessoas. “Transparência é um dos nossos maiores objetivos com esse site. O cidadão poderá acompanhar todos os números da vacina em tempo real, além de ter um canal para denúncias. É muito importante fazer cadastramento, nós queremos transparência total nesse processo, até porque nesse momento não temos vacina para todos. Não vamos relaxar, a vida em primeiro lugar”, afirmou o prefeito.

O cidadão também poderá acompanhar os indicadores da vacinação em tempo real. Os dados serão de quantas doses já foram aplicadas e porcentagem por grupos, além de informações por faixa etária, bairro, entre outras. “Nós estamos concluindo a vacinação dos profissionais da saúde nos próximos dias.  O Portal Minha Vacina é fundamental, assim todos devem entrar no site e se cadastrarem, com isso possamos de uma forma organizada fazer a vacina e ter um monitoramento dessas pessoas”, completou o secretário municipal de Saúde.

Todos os cidadãos devem realizar o seu cadastro no site. As pessoas que não têm cadastro no sistema de saúde precisarão de uma validação, que será feita pelos agentes comunitários de saúde (ACS) por meio de telefone ou indo até o endereço informado. Já o morador que tiver dificuldade em realizar o cadastro pode entrar em contato ou se deslocar até a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua residência. Os profissionais de saúde estarão capacitados para auxiliar na hora do preenchimento dos dados.

Mais utilidades

A plataforma também terá um espaço de notícias, canal de esclarecimento de dúvidas, FAQ com perguntas frequentes, vídeos informativos, chat, telefones e endereços das unidades de saúde e um canal de denúncias referentes a vacina.

“A nossa preocupação é de ter um atendimento humanizado, pois o portal não é para ser somente uma plataforma passiva, mas ativa também, onde o cidadão pode ser atendido da melhor forma. Também teremos um espaço para denúncias, a pessoa precisará se identificar, mas os dados serão mantidos de forma sigilosa. O nosso objetivo visa a transparência na informação”, frisou o diretor. A DTI da Prefeitura de Criciúma foi responsável por criar o portal.

Passo a passo para cadastrar

– Entrar no site e realizar o cadastro

– Caso seu cadastro seja validado automaticamente, aguarde o agendamento da sua dose.

– Caso você ainda não possua cadastro no sistema de saúde, aguarde a validação pelos agentes comunitários de saúde.

Vacinação no município

Criciúma já recebeu 2.294 doses da Coronavac e mais 1.810 doses da Astrazeneca/Oxford. Até a data da última quinta-feira (28), o município já vacinou 2.476 pessoas, entre os trabalhadores da área da saúde que auxiliam no combate à pandemia, acima de 60 anos, com comorbidades independentemente da idade e idosos que residem em Instituições de Longa Permanência (ILPIs/asilos) e deficientes institucionalizados.

As pessoas que não são indicadas para receber a dose neste momento: menores de 18 anos, gestantes, lactantes, puérperas e pessoas que se contaminaram com o coronavírus nos últimos 30 dias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.