Criciúma inicia aplicação da 2ª dose da Pfizer

Além disso, pessoas acima de 25 anos também começam a ser imunizadas no município. Secretaria de Saúde definiu o calendário de aplicação da segunda dose da Pfizer, Coronavac e AstraZeneca.

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Saúde inicia aplicação da segunda dose da vacina contra covid-19, Pfizer nesta quinta-feira (12), para as pessoas que se vacinaram no dia 22 de maio. Ao todo, são 3.510 doses destinadas para a D2. Já com o recebimento de um novo lote de 4.046 doses para primeira aplicação, Criciúma inicia a imunização em pessoas acima de 25 anos. Todas as 46 salas de vacinação estarão abertas das 8h às 17h.

A secretaria também dá continuidade na vacinação da segunda dose da AstraZeneca e Coronavac, de acordo com o calendário definido. Até o momento, 1.950 pessoas não retornaram para aplicação da segunda dose de vacina e estão sendo buscadas com apoio das Agentes Comunitárias de Saúde (ACSs).

- PUBLICIDADE -

Agora, no Portal Minha Vacina, as pessoas podem calcular a aplicação da segunda dose. O cidadão precisa clicar no ‘calcular data para segunda dose’, preencher as informações, e verá a data prevista para a D2. Além disso, no próximo sábado (14), a secretaria seguirá a imunização no Salão Paroquial da Santa Bárbara das 8h às 17h.

Cadastro antecipado obrigatório

Para serem imunizados, todos devem estar previamente cadastrados no portal minhavacina.criciuma.sc.gov.br. Na unidade, as pessoas precisam levar comprovante de residência, documento com foto e cartão do SUS. Para a segunda dose é necessário ainda levar o comprovante da primeira aplicação.

Até o momento Criciúma já aplicou 189.631 doses, sendo 125.386 1ª dose, 57.240 2ª dose e 7.005 para dose única.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.