Criciúma: força-tarefa faz abordagem social à pessoas em situação de rua

Secretaria de Assistência Social e Habitação, DTT, Polícia Militar, DFU e Defesa Civil participaram da ação nos arredores do bairro Pinheirinho e na região central

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Uma força tarefa envolvendo a Secretaria de Assistência Social, Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT), Polícia Militar, Divisão de Fiscalização Urbana (DFU) e Defesa Civil, realizou uma abordagem social às pessoas em situação de rua em Criciúma. Duas equipes trabalharam em conjunto nos arredores do bairro Pinheirinho e também em pontos da região central, como próximo ao terminal e também na Praça Nereu Ramos.

“Com a pandemia notamos que cresceu muito o número de pessoas na rua e é importante que eles saibam que o Governo oferece espaços para dormir, se alimentar e se eles quiserem, podem voltar para seu município, mas não podemos deixar que fiquem ao relento e sem comer e também interpelando as pessoas solicitando auxílio”, afirmou o prefeito Clésio Salvaro, que solicitou a ação.

- PUBLICIDADE -

O trabalho é feito com a participação do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop). Durante a abordagem são feitos encaminhamentos para os equipamentos sociais ofertados pelo Município, concedido transporte para os locais de origem e também prestada assistência com eventuais conduções para tratamentos em saúde. Também são repassadas informações sobre os cuidados em transitar pelas ruas e avenidas. Além disso, a DFU também participa da ação fiscalizando as vendas irregulares, com trabalho orientativo.

“A ação foi muito positiva. Encaminhamos algumas pessoas para a Casa de Passagem, inclusive acompanhamos a acolhida por nossa equipe, outros vamos dar transporte para suas cidades. Foi uma abordagem feita em equipe e já aproveitamos para agradecer os parceiros”, destacou o secretário de Assistência Social e Habitação, Bruno Ferreira, que deve repetir a abordagem nos próximos meses.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.