Criciúma abre cadastro de entidades interessadas em objetos apreendidos

Podem se inscrever as instituições assistenciais dos municípios de abrangência da comarca de Criciúma, Treviso, Siderópolis e Nova Veneza

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

A comarca de Criciúma inicia nesta segunda-feira, 30, o cadastro de entidades públicas e privadas com finalidade social que tenham interesse em receber a doação de objetos apreendidos em processos criminais e atos infracionais.

Podem se inscrever as instituições assistenciais dos municípios de abrangência da comarca: Criciúma, Treviso, Siderópolis e Nova Veneza. O prazo para inscrição se este​nderá até 13 de setembro.

- PUBLICIDADE -

A doação busca, entre outras coisas, dar destinação útil à sociedade aos objetos apreendidos não reclamados e cujo perdimento tenha sido decretado em processo judicial. A portaria e o edital de chamamento foram assinados esta semana pelo juiz Marlon Jesus Soares de Souza​, diretor do foro

O pedido de inscrição na lista de entidades deve ser enviado por e-mail para criciuma@tjsc.jus.br. É necessário o envio da documentação do dirigente responsável pela entidade, cópia legível do estatuto social ou contrato social devidamente atualizado com ata de reunião que indique os atuais dirigentes responsáveis pela instituição e a qualificação da entidade em que conste endereço completo, número de CNPJ e endereço de e-mail. Ao final do prazo de inscrição será lançado um edital com o nome das entidades inscritas.

As ofertas de doação serão feitas exclusivamente por e-mail, com prioridade a instituição que primeiro responder a mensagem eletrônica com a demonstração de interesse. O transporte do objeto doado será de responsabilidade da entidade beneficiada. Mais informações no e-mail criciuma@tjsc.jus.br ou no telefone (48) 3403-5337.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.