Covid em SC: Saúde projeta aumento de casos em junho e julho

Para as autoridades, o maior temor é uma provável terceira onda da doença durante o período mais crítico do inverno

Foto: Arquivo/ Arquivo TN
- PUBLICIDADE -

Após reassumir como secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro reuniu a equipe a pasta junto a secretários municipais de saúde no início da semana. O objetivo foi projetar os próximos passos de enfrentamento à pandemia de Covid. Para as autoridades, o maior temor é uma provável terceira onda da doença durante o período mais crítico do inverno.

Atualmente, o número alto de casos ativos – cerca de 19 mil – preocupa. Já há algumas semanas o Estado não registra mais reduções e o número de pacientes na fila por um leito de UTI segue na faixa entre 25 e 45 (eram 35 nesta quinta). Portanto, em alerta, segundo os técnicos da pasta.

- PUBLICIDADE -

“Uma das grandes preocupações que surgiu durante a reunião é a possibilidade de uma nova onda entre junho e julho aqui no nosso Estado. Há uma grande possibilidade disso acontecer”, disse o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de SC (Cosems/SC), Daisson Trevisol.

Além da preocupação com os casos ativos, Trevisol chama a atenção para a ocupação de leitos de UTI, que permanece acima de 90%. A partir desta sexta, o Estado também vai liberar a realização de cirurgias eletivas, o que pode afetar o atendimento de saúde.

“Em que pese estarmos com muitas pessoas vacinas no Estado, não sabemos o efeito específico disso na mortalidade e no agravamento da doença. Peço a todos muita cautela”, afirmou.

O gestor disse que o problema “pode e deve vir” a acontecer em Santa Catarina nos meses de junho e junho. A saída não serão novas restrições, mas o alerta para os cuidados sanitários já conhecidos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.