Covid: Criciúma aguarda novas doses de vacina para baixar faixa etária

De acordo com a Gerência de Vigilância em Saúde, faltam cerca de 8 mil doses para completar a vacinação em pessoas acima de 40 anos, e não existem mais doses disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde para esta população

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
- PUBLICIDADE -

O Governo de Criciúma, por meio da Secretaria de Saúde, aplicou mais de 6 mil doses de vacina contra covid-19 desde a última terça-feira (6) e, se não chegarem novos lotes, o Município não vai poder baixar a faixa etária preconizada pelo Plano Estadual de Imunização.

De acordo com a Gerência de Vigilância em Saúde, faltam cerca de 8 mil doses para completar a vacinação em pessoas acima de 40 anos, e não existem mais doses disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde para esta população.

- PUBLICIDADE -

Até o momento já foram vacinadas 75.170 pessoas acima de 40 anos, o que corresponde a cerca de 90% do total previsto em cadastro.

Trabalhadores da Indústria

A imunização para os trabalhadores da indústria iniciará no próximo sábado (10), em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) por região. Em princípio a faixa etária será entre 30 e 39 anos, mas pode haver alteração, dependendo do número de cadastrados até a próxima sexta-feira (9). O município terá 2,5 mil doses destinadas para este grupo.

O público precisará comprovar residência no município, se cadastrar no site Minha Vacina (minhavacina.criciuma.sc.gov.br/), colocar a opção ‘trabalhador da indústria’ e anexar a declaração emitida pelo representante legal da empresa com a indicação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).

Neste próximo sábado (10), a vacinação no Salão Paroquial será transferida para o Paço Municipal Marcos Rovaris.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.