Com falta de doses, ritmo de vacinação diminui em SC

Estado havia aplicado 892 mil doses em abril, mas número caiu para 759 mil em maio. Expectativa de aceleração da entrega de doses pelo governo federal não se confirmou

Fonte: Rede Catarinense de Notícias
- PUBLICIDADE -

O Estado de Santa Catarina aplicou menos vacinas contra a Covid-19 em maio na comparação com abril, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Ao todo, foram 759,3 mil doses de imunizantes aplicadas durante o mês de maio, contra 892,8 mil aplicadas em abril. Entre os problemas estão a falta de doses e a dificuldade em encontrar os grupos prioritários.

A redução frustra a previsão de aumentar o ritmo de vacinação. Após janeiro (56 mil) e fevereiro (162 mil) com número muito pequeno de doses aplicadas, março (537 mil) e abril (892,8 mil) indicavam um aumento na velocidade de imunização no Estado, mas não foi o que aconteceu.

- PUBLICIDADE -

Havia a previsão do Ministério da Saúde de aumentar o volume de entregas de imunizantes a partir da produção dos laboratórios da Fiocruz e do Instituto Butantan, mas a falta de insumos vindos da China atrasaram a fabricação dos lotes. A expectativa promoveu o adiantamento da aplicação de doses da Coronavac e resultou no atraso da segunda aplicação para algumas pessoas, fora do prazo estipulado.

Santa Catarina até registrou leve alta no recebimento de novos lotes, mas não foi suficiente para acelerar a cobertura vacinal. Em maio, foram enviadas ao Estado pouco mais de 1,17 milhão de doses de vacina, principalmente da AstraZeneca. Em abril, o montante recebido havia sido de 1,03 milhão.

Apesar disso, o Estado autorizou a imunização de professores e outros grupos. “Ao mesmo tempo que entendemos a necessidade da vacinação dos trabalhadores da educação, consideramos o fato de ainda não termos uma perspectiva de chegada de novas doses em quantidade suficiente para cobrir os grupos de vacinação”, afirmou o superintendente de Vigilância em Saúde do Estado, Eduardo Macário. Ele alerta para a necessidade de aplicação tem paralelo da vacina contra a gripe (Influenza).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.