CCR garante atendimento às reivindicações de moradores em Laguna

Instalação da praça de pedágio dividiu a comunidade ao meio; ANTT alertou que o adiantamento de obras impactará na tarifa de pedágio

Foto: Sul Agora
- PUBLICIDADE -

A CCR Via Costeira, concessionária que administra o trecho Sul da BR-101, garantiu que atenderá às reivindicações da comunidade de Nova Fazenda, em Laguna. O bairro foi dividido ao meio após a instalação de uma praça de pedágio, causando transtornos para os moradores locais. Entre outros pedidos, eles querem a isenção do pagamento da tarifa uma vez que a obra teria separado a comunidade.

Durante uma reunião na Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia da Assembleia Legislativa (Alesc), realizada nesta segunda-feira (5), a empresa se comprometeu em adiantar algumas obras e atender as outras reinvindicações.

- PUBLICIDADE -

De acordo com Antonio Batista Borba, corretor de imóveis e representante do bairro Nova Fazenda, a comunidade reivindicou junto a CCR serviços de drenagem no local, construção de pontos de ônibus, prolongamento da estrada vicinal, construção de passarela e isenção de pedágio para os moradores.

Em resposta, a representante da CCR, Simone Suzzin, afirmou que as obras de drenagem já foram executadas e que a estrada vicinal terá prolongamento de cerca de 300 metros, com mão dupla. Ela também afirmou que das 46 famílias cadastradas, 34 apresentaram documentações dos veículos para a isenção do pedágio. Simone prometeu reavaliar a situação, ampliando as isenções para outras famílias da comunidade.

No caso da passarela no quilômetro 298 da rodovia e dos pontos de ônibus, Suzzin informou que a concessionária decidiu adiantar a execução, prevista para o oitavo ano da concessão, e que os projetos de engenharia estão contratados e assim que finalizados, aprovados e autorizada a execução pela ANTT, as obras serão concluídas em seis meses.

O superintendente de Infraestrutura Rodoviária da ANTT, André Freire, confirmou a existência de um protocolo na Agência pedindo a antecipação desses investimentos. “O pedido vai seguir o rito regulatório normal e quem vai decidir ao final se pode ou não é diretoria colegiada da ANTT”, declarou Freire. Ele acrescentou ainda que a antecipação das obras implicará em um “incremento da tarifa” de pedágio.

Apesar de a CCR noticiar que as obras de drenagem estão concluídas, Antonio Borba pontuou que a drenagem da via no sentido Norte apresenta problemas, inclusive acarretando na poluição da lagoa de Santo Antônio dos Anjos.

O prefeito de Laguna, Samir Ahmad (PSL), que também participou da reunião, sugeriu uma visita técnica de engenheiro da prefeitura para avaliar as obras de drenagem.

A representante da CCR concordou com a visita e pediu aos líderes da comunidade de Nova Fazenda e servidores da prefeitura de Laguna que avisem a concessionária do dia e hora da visita, para que também os engenheiros da empresa participem da vistoria.

Via Sul Agora 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.