Biomedicina nas diversas frentes do combate à pandemia

Profissionais biomédicos atuam no diagnóstico tanto laboratorial quanto através de exames de imagem

Foto: Arquivo/ Divulgação

- PUBLICIDADE -

A pandemia de Covid-19 trouxe à tona o protagonismo dos profissionais de saúde e pesquisadores em todo o mundo. Equipes com diferentes profissionais foram formadas para atuar no combate à pandemia e nelas, a presença do biomédico é uma constante. Um dos exemplos é o da cientista Jaqueline Goes de Jesus, graduada em Biomedicina, que esteve à frente da equipe responsável pelo mapeamento do genoma do coronavírus no Brasil.

Ainda na área da pesquisa, os testes para verificação do contágio pelo novo coronavírus foram desenvolvidos com a participação de biomédicos. Estes profissionais tiveram participação ativa também no estudo e desenvolvimento de vacinas contra a doença. “A biomedicina foi desmembrada da medicina pela necessidade de formar profissionais voltados à pesquisa. A pandemia de Covid-19 popularizou a biomedicina, antes mais restrita aos ambientes acadêmicos e há inúmeras áreas de atuação. No cenário atual, além da pesquisa, o biomédico atua na análise de exames laboratoriais e de imagem e ainda no pós-Covid, com as práticas integrativas complementares, onde estão inseridos tratamentos indicados para a ansiedade causada pela própria situação vivida com a pandemia”, afirma o coordenador do curso de Biomedicina da Unesc, Emanuel Souza.

- PUBLICIDADE -

Um curso com diversas possibilidades

O coordenador explica que além de pesquisa científica, o egresso de Biomedicina pode atuar na investigação de diferentes patologias através do diagnóstico e tratamento, incluindo as análises clínicas humanas e veterinárias, embriologia e reprodução assistida, toxicologia, farmacologia, biomedicina estética, diagnóstico por imagem, fisiologia do exercício e do esporte e práticas integrativas complementares.

Na Unesc, o estudante tem aulas em laboratórios de ensino como os de Anatomia, Bioquímica, Bromatologia, Fisiologia, Microscopia, Microbiologia, Hematologia, Parasitologia e Toxicologia e contato com uma estrutura e professores do curso de Biomedicina mais bem avaliado de Santa Catarina.

Souza explica que os acadêmicos têm contato com diversas áreas da Biomedicina e no estágio da oitava fase, o aluno pode escolher uma delas e concluir o curso como biomédico habilitado em determinada área.

Matrículas

Os interessados em atuar na área podem dar os primeiros passos da formação acadêmica já nesse segundo semestre de 2021. As matrículas para ingresso no curso de Biomedicina estão abertas até o dia 23 de agosto. Mais informações sobre as formas de ingresso e possibilidades de bolsas de estudo podem ser obtidas por meio dos telefones (48) 99915-0433 (WhatsApp) ou 3431-4500.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.