Amurel: Cidasc confirma oito casos de raiva bovina na região

A raiva é fatal também para os seres humanos, e quem tiver contato com o vírus deve procurar os serviços de saúde

Foto: Divulgação/ Angela Zimmermann
- PUBLICIDADE -

A Cidasc confirmou oito casos de raiva bovina na região da Amurel, sendo um em Tubarão e sete em Pedras Grandes, a confirmação foi feita através de diagnóstico laboratorial, feito no laboratório da Cidasc, com amostras coletadas dos animais suspeitos.

De acordo com a médica veterinária e Gestora Regional de Defesa Agropecuária de Tubarão, Angela Zimmermann a raiva é uma doença fatal, portanto os animais doentes vêm a óbito, e a amostra é colhida do animal morto

- PUBLICIDADE -

A raiva é transmitida pela saliva. “O principal transmissor da raiva na nossa região é o morcego hematófago, ou também conhecido como morcego vampiro, que se alimenta exclusivamente de sangue. Ao morder um animal para se alimentar, o morcego doente inocula o vírus da raiva através da sua saliva”, declarou a Gestora.

A raiva dos herbívoros tem sintomas de paralisia. “O animal vai paralisando as pernas e vai em direção à cabeça, então os produtores notam como primeiro sinal clínico a dificuldade de locomoção, o andar cambaleante do animal doente”, falou a médica veterinária.

De acordo com Angela, à medida que a doença progride o animal vai paralisando todo o corpo, até que deita ou cai e não consegue mais levantar.

Caso de raiva nos humanos

Os produtores sem suspeitar de raiva tentam dar uma medicação via oral, e nesse momento pode ocorrer à contaminação, se o produtor tiver alguma lesão na mão, e entrar em contato com a saliva do animal doente.

Os sintomas nos humanos também são paralisantes. “A contaminação sempre será pela saliva, no caso de humanos é acidental”, disse a Gestora.

Somente grupos específicos de trabalhadores são vacinados contra a raiva. “Os produtores que tem contato com animais doentes devem procurar o serviço de saúde, onde eles avaliam a necessidade de aplicar o protocolo pós–exposição”, relatou ela.

A raiva é fatal também para os seres humanos, e quem tiver contato com o vírus deve procurar os serviços de saúde. Cães e gatos também podem ser contaminados, portanto é importante também vacinar esses animais.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.