Ampliação da ETA I possibilita fornecimento de água para Ilhas

A tubulação será utilizada para levar água tratada da ETA I até as comunidades de Balneário Ilhas, Distrito Hercílio e adjacentes


- PUBLICIDADE -

Araranguá

Em Araranguá – mesmo com os constantes avanços na infraestrutura de saneamento – a população de algumas comunidades do interior, como Balneário Ilhas, Distrito Hercílio Luz e Morro Agudo ainda é abastecida com água de poço artesiano (ponteira). Esta realidade, no entanto, tende a mudar brevemente. Isto porque, o diretor geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAMAE), Jairo do Canto Costa, Jairinho confirmou que a autarquia efetivou a aquisição, com recursos próprios, de uma área de terra que vai permitir a ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETAI), situada às margens da Rodovia Valmiro Manoel Gonçalves, a popular ARA-227.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

O diretor do SAMAE lembra que o plano de fornecer água tratada naquela região é uma reivindicação histórica. ‘Comunidades como Balneário Ilhas, Distrito Hercílio e adjacentes representam o chamado berço da criação do nosso município. Além disso, com a construção da ponte, onde hoje está instalada a balsa, aquelas localidades vão desenvolver-se verticalmente, o que naturalmente implica em melhora na infraestrutura pública’, argumenta.

Segundo Jairo Costa, a autarquia já providenciou a compra da tubulação que será utilizada para levar água tratada da ETA I até aquelas comunidades. Esta rede pluvial será implantada embaixo da ponte de concreto.

Licitada no final de 2021, a obra da ponte – que terá aproximadamente 250 metros de extensão – iniciou em setembro e, conforme o cronograma, a expectativa é que seja concluída até dezembro de 2022,o equivalente a e 15 meses a partir do início dos trabalhos.

A perfuração dentro do rio para fixação das as estruturas da ponte deve ocorrer no mês de janeiro, inclusive e uma balsa com capacidade para suportar o maquinário utilizado neste serviço foi contratada. O investimento financeiro na execução da obra é de R$ 18,5 milhões, sendo R$ 2,7 milhões de contrapartida da Prefeitura de Araranguá e R$ 15,8 milhões provenientes do Governo de Santa Catarina. Neste montante está incluída a pavimentação com camada asfáltica nos acessos sul (já concluído e com ciclofaixa) e norte.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.