Ainda na garantia, Via Rápida recebe por “remendos” na pista

Coordenadoria Regional da Secretaria de Infraestrutura do Estado realizou operação “tapa-buracos” no trecho que liga Criciúma a Içara

Foto: Guilherme Cordeiro/TN
- PUBLICIDADE -

A Via Rápida, que liga os municípios de Criciúma, Içara e Balneário Rincão, foi inaugurada há três anos e já apresenta diversos defeitos na pista, como buracos, traçados apagados ou tortuosos, gerando perigo aos condutores que passam pelo local, que não tem iluminação. Como a obra ainda está dentro do prazo de garantia de cinco anos, o Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura (SIE), irá acionar a empresa responsável pelas obras para realizar os devidos reparos.

Porém, até que isso seja feito, a própria Coordenadoria Regional da SIE precisou entrar em ação para “remendar” a pista, através de operação tapa-buracos. No fim da tarde de ontem, os buracos foram tapados de forma paliativa, mas os traçados continuam apresentando deformidades e, em alguns trechos, apagados, como flagrou a reportagem do TN.

- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Infraestrutura informou que, até que a empresa realize os serviços, “Serão realizados serviços de tapa-buracos por meio da Coordenadoria Regional Sul”. De acordo com o coordenador regional da SIE, Gustavo Taufembach, técnicos especializados da SIE realizaram um relatório que aponta os diversos reparos que precisam ser feitos pela empresa.

“Nos próximos dias, iremos enviar o relatório para a diretoria de fiscalização do Estado, que irá avaliar os problemas de responsabilidade da empresa que fez a obra. Dessa forma, o seguro para que o conserto seja feito será acionado”, informou Taufembach.

Segundo ele, as medidas paliativas foram feitas para resolver problemas mais graves, até que a empresa realize todos os reparos necessários. A Via Rápida foi inaugurada em dezembro de 2017. O projeto começou a sair do papel no dia 31 de maio de 2012.

Características

Projetada inicialmente para ser uma rodovia com pedágio, a Via Rápida seria construída pela SC-Parcerias, mas o Governo do Estado decidiu bancar a estrada. A nova via se tornou estadual e o projeto original teve pequenas alterações em torno dos quatro viadutos e a ligação com o km 385 da BR-101 em Içara.

Com duas pistas duplas separadas por um canteiro, a Via Rápida tem, em cada pista, 3,6m com 2,5m de acostamento e mais uma margem asfáltica de 60cm de segurança. O canteiro central é de 15,8m, já prevendo que a rodovia possa crescer daqui alguns anos sem necessidade de desapropriação.

De acordo com a SIE, A interseção com a BR-101 é nos padrões mais modernos de obras, sem encontro de trânsito e cruzamentos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.