Acic lamenta morte de Hélcio Bianchini Góes

Entre seus feitos, ele foi sócio fundador do Lions Clube de Criciúma, sócio fundador do Criciúma EC, vice-presidente da Sociedade Recreativa Mampituba e diretor da Satc

Foto: Douglas Saviato

- PUBLICIDADE -

O presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin, em nome de toda a diretoria e associados à entidade, lamenta profundamente o falecimento do advogado Hélcio Bianchini Góes, ocorrido nesta terça-feira, 14, e presta sua solidariedade aos familiares.

Formado pela Faculdade de Direito do Estado de Santa Catarina (atualmente Universidade Federal de Santa Catarina), em 8 de dezembro de 1957 e inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção de Santa Catarina, em 20 de fevereiro de 1958, exerceu relevante papel no desenvolvimento socioeconômico do Sul do Estado, atuando como especialista em Direito Societário, Comercial e Civil, além da contribuição a inúmeros projetos.

- PUBLICIDADE -

Foi sócio fundador e ex-presidente do Lions Clube Criciúma-Centro; sócio fundador, ex-presidente e conselheiro do Criciúma Clube; ex-presidente da Comissão de Construção do Estádio Heriberto Hülse; vice-presidente da Sociedade Recreativa Mampituba; diretor secretário da SATC; membro da diretoria da Conferência São José da Sociedade São Vicente de Paulo (mantenedora do Asilo São Vicente de Paulo); sócio fundador da Bianchini Góes Advocacia e Assessoria.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.